Home Notícias Regionais REBOUÇAS: A “lista negra” do hospital e outros problemas

REBOUÇAS: A “lista negra” do hospital e outros problemas

0
AGÊNCIA REBOUÇAS- Rua: José Afonso Vieira Lopes, 303 - Centro, Tel (42) 3457-1100

Além dos diversos problemas relatados, referente ao Hospital Dona darcy Vargas;  de acordo com mais dois depoimentos (imagem meramente ilustrativa) ,  profissionais vivem sob pressão, sendo lembrados de que existe uma “lista negra” no hospital. De acordo com o relato, existe apenas um aparelho para medir a pressão arterial (para atender o pronto socorro e demais setores). Para preservar suas identidades iremos  nos referir como “profissional 01 e profissional 02”, independente  gênero. Esta reportagem foi feita em 01 de junho de 2024

Condições de Trabalho e Situação dos Funcionários

O que você pode nos contar sobre a realidade do hospital que a população desconhece?

Profissional 01: “A situação dos funcionários é bastante complicada. Durante vários períodos, houve atrasos significativos nos pagamentos, sem qualquer explicação da administração. Esses atrasos chegavam a dois meses, e as férias, que deveriam ser pagas antes do período de descanso, eram recebidas com cerca de 75 dias de atraso. Isso gerou um enorme impacto na vida dos funcionários, que ficaram sem condições financeiras para cuidar de suas famílias ou até mesmo para descansar adequadamente. Alguns, mais próximos da administração, recebiam em dia, enquanto outros ficavam à margem, sem qualquer retorno ou justificativa”.

Você mencionou que recentemente os pagamentos foram regularizados. Foi uma obrigação da administração, ou o que levou a essa atitude?

Profissional 01: “Isso ocorreu no início deste ano, possivelmente devido à pressão por conta das eleições”.

Familiares empregados e Insatisfação Geral

O que você pode nos dizer sobre a presença de familiares da diretoria, trabalhando no hospital?

Profissional 01: “Há vários familiares dos dirigentes trabalhando no hospital, ocupando diferentes setores. Isso levanta muitas dúvidas, pois nós, funcionários, às vezes ficamos sem receber, enquanto nos perguntamos se esses familiares também enfrentam os mesmos problemas?”.

Depois que essas situações sobre o hospital, nas últimas semanas vieram à tona, como está o clima no hospital atualmente?

Profissional 02 : “O clima está muito tenso e complicado. Houve rumores de novas contratações, o que gera receio entre os funcionários. Além disso, a alimentação fornecida é precária, tanto para pacientes quanto para funcionários”.

Falta de Recursos e Condições Estruturais

Há relatos de falta de medicamentos no hospital. Você pode confirmar isso?

Profissional 01: “Sim, frequentemente falta medicação, especialmente antibióticos orais para crianças. Às vezes, os funcionários têm que comprar medicamentos do próprio bolso para não deixar a pessoa, ou criança desassistida. Em outros casos, às vezes o funcionário ir lá na unidade de saúde, como se fosse consultar para pegar medicamento, que na verdade não é para ele, é para o paciente. E mais, já ocorreram situações em que funcionários compram do próprio bolso medicamento, e deixam “escondido” para um caso de emergência”, pensando nos pacientes”.

Sobre o CCI – Cuidados Continuados Integrados

Vocês também trabalham na unidade do CCI, mas ali vem um dinheiro grande, vem de fora. Sabe qual que é a média da diária aproximadamente por paciente ali, vocês tem noção de quanto que é?

Profissional 01: “Não sei bem ao certo, mas é entorno de  350 ou 450 reais (a diária) por paciente. E a média de pacientes varia entre 19 a 21/mês.

E, no CCI  ainda falta muita coisa?

Profissional 01: “Sim! Falta principalmente material, oxímetro, aparelho de pressão, são coisas escassas, na verdade. Para você ter uma noção e para o conhecimento de todos, no pronto-socorro tem um aparelho de pressão para atender clínica médica, pronto-socorro para ver os casos de  isolamentos (que é o material que o pessoal não pode estar utilizando em outros pacientes). Mas, tem que ser utilizado nos outros porque falta aparelhagem”.

Pacientes do CCI nunca viram o profissional médico

Alguns relatos aqui de que, por exemplo, na unidade CCI, dificilmente vai uma médica lá presencial. Você confirma isso?

Profissional 02: “É! O que a gente ouve de relatos dos pacientes em si, e que alguns chegaram a ficar alguns meses lá, não conhecem quem é a médica em si”.

Adicional de Covid-19 e Transparência da Administração

Vocês receberam o adicional de 40% durante a época do Covid?

Profissional 01: “Não! Nenhum funcionário recebeu esse adicional, apesar de termos trabalhado em condições de alto risco. Outros hospitais receberam esse benefício, mas aqui no Hospital Dona Darcy Vargas, nós profissionais, não vimos esse dinheiro”.

A convivência com o medo da “lista negra”

Profissional 01: “ A grande maioria dos profissionais que lá trabalham vivem sob pressão psicológica. Com frequencia somos lembrados de que “há a lista negra” de profissionais, ou seja, os que estariam na eminência de serem demitidos,  claro que isso gera medo!”.

Qual é o maior problema do hospital na sua opinião?

Profissional 02: “Acredito que as ações trabalhistas são um grande problema, afetando a parte financeira do hospital. Além disso, a falta de transparência da administração agrava ainda mais a situação”.

Profissional 01: “Para mim, o principal problema é a falta de funcionários e de materiais, além da falta de transparência da administração. Isso torna nosso trabalho muito mais difícil e prejudica o atendimento aos pacientes”.

E quanto à estrutura do hospital?

Profissional 01: “O prédio precisa urgentemente de reformas. A manutenção é inadequada, com problemas de pintura, pisos danificados e camas enferrujadas. É necessário cuidar da infraestrutura para oferecer um atendimento digno aos pacientes”.

OBS: Caso a Direção do Hospital, ou seu representante, queira manifestar-se quanto aos apontamos apresentados nesta reportagem, basta entrar em contato diretamente conosco.

Comentários estão fechados.

Veja Também

Trabalhador fica ferido após saltar de máquina desgovernada na BR-376

Incidente ocorreu na manhã desta quinta-feira em obra próxima ao viaduto Santa Paula; em P…