Home Notícias Regionais Rebouças: projeto, que visa manter a educação municipal, mesmo em tempos sem aulas presenciais

Rebouças: projeto, que visa manter a educação municipal, mesmo em tempos sem aulas presenciais

0

A Secretaria Municipal de Educação de Rebouças, preocupada com a aprendizagem dos alunos, decidiu, juntamente com as equipes das escolas e CMEIs, disponibilizar a partir desta terça-feira, 07 de abril, diversas ferramentas para auxiliar nossos alunos nesse momento de isolamento.

O objetivo é fazer com que cada aluno do município não pare com suas atividades acadêmicas, para isso,  a Secretaria está  desenvolvendo a campanha, “Escola e Família: O mundo para, a aprendizagem continua”.

O corpo técnico da Secretaria Municipal de Educação, juntamente com as equipes das escolas, coordenarão os trabalhos a serem desenvolvidos. Os professores serão fundamentais nesta campanha, pois os conteúdos propostos serão disponibilizados na forma de: apostilas, lives, postagens na plataforma digital, facebook, whatsapp, rádio, onde os mesmos poderão estar gravando suas aulas e explicações, dinamizando a aprendizagem.

Nesse primeiro momento, apostilas serão organizadas e cada escola entrará em contato com as famílias para entrega das mesmas.

A plataforma digital está em fase de elaboração e será disponibilizada o mais breve possível na página da prefeitura onde cada escola, cada professor e sua turma, terão uma pasta para os conteúdos onde os pais e alunos terão acesso, porém, ela não sera o único meio utilizado para tal fim. Cada escola terá várias formas de distribuir as atividades.

As disciplinas desenvolvidas nesse momento serão: Língua Portuguesa, Matemática, História, Geografia, Ciências e Educação Física nas escolas.

Essas estratégias estão pensadas para promover a aprendizagem dos alunos. Isso significa que  serão feitas  tentativas aprimorando o que der certo e substituindo aquilo que não estiver atingindo nosso objetivo.

 

Comentários estão fechados.

Veja Também

Volta às aulas: primeiras cidades que receberiam o plano-piloto são Irati, Guarapuava ou União da Vitória