Home Saúde Castro: Secretaria Estadual da Saúde confirma morte de macaco por febre amarela

Castro: Secretaria Estadual da Saúde confirma morte de macaco por febre amarela

0

A Secretaria de Estado da Saúde confirmou nesta quarta-feira uma morte de macaco por febre amarela em Castro, na região dos Campos Gerais. A morte ocorreu no mês passado e teve agora a confirmação por exames de laboratório. Desde julho, o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da secretaria registrou 24 notificações de febre amarela em humanos, sem confirmação, e 78 notificações de macacos encontrados mortos no Estado. Em apenas um caso foi confirmada infecção por febre amarela. Quarenta mortes continuam em investigação, 11 foram descartadas para a doença e 26 apontam causas indeterminadas. A morte de macacos sinaliza a presença do vírus da febre amarela na região da ocorrência. Vale reforçar que os macacos não transmitem a doença. O secretário da Saúde do Paraná, Beto Preto, destacou a população deve informar às autoridades de saúde caso localize macacos mortos

A febre amarela é uma doença infecciosa causada por vírus transmitido pela picada de mosquitos infectados. Os sintomas iniciais são febre com calafrios, dor de cabeça intensa, dores nas costas, dores musculares, vômitos e fraqueza. A vacina contra a febre amarela é indicada para a partir dos nove meses de idade até 59 anos. Para moradores de municípios que têm casos confirmados de circulação viral de febre amarela, o Ministério da Saúde recomenda também a imunização de pessoas acima de 60 anos. Uma única dose protege para toda a vida.

Comentários estão fechados.

Veja Também

REBOUÇAS – Cidade tem 26 focos de criadouros do mosquito Aedes sendo monitorados

Carlos Henrique Simeone comentou sobre esse fato, bem como a intensificação das visitas do…