Home Geral Brasileiro sofre com a alta generalizada dos preços; cenário não deve mudar em 2022

Brasileiro sofre com a alta generalizada dos preços; cenário não deve mudar em 2022

0
AGÊNCIA REBOUÇAS- Rua: José Afonso Vieira Lopes, 303 - Centro, Tel (42) 3457-1100

O aumento do custo de vida continua pressionando o orçamento.

Os dados mais recentes do IBGE apontam para uma alta que beira 11% nos últimos 12 meses.

De uma forma fácil de entender, hoje é preciso desembolsar 111 reais pelos mesmos produtos e serviços que, há um ano, custavam 100 reais.

Uma alta de preços generalizada que se tornou um pesadelo para o brasileiro, como resume o cientista político Felipe d’Avila:


Segundo d’Avila, a pandemia de coronavírus, apesar de ter contribuído, não é a única responsável pela crise em que o país se encontra:

Um cenário que não deve dar trégua em 2022:

O cientista político Felipe d’Avila defende também uma ampla reforma tributária. Segundo ele, para que os mais pobres deixem de ser os que mais sofrem com alta dos preços dos produtos e serviços, o Brasil precisa mudar o jeito com que cobra impostos: deve taxar mais a renda e menos o consumo.

Erro, não existe o grupo! Verifique sua sintaxe! (ID: 67)  

 
Erro, não existe o grupo! Verifique sua sintaxe! (ID: 66)
Comentários estão fechados.

Veja Também

Alerta amarelo: PR tem ventos intensos e possibilidade de alagamentos na segunda

O Paraná vai entrar em alerta amarelo a parti das 0h, desta segunda-feira (8). O aviso é d…