Home Policiais ATUALIZAÇÃO – Em Rebouças, Polícia Civil inicia investigações para esclarecer homicídio

ATUALIZAÇÃO – Em Rebouças, Polícia Civil inicia investigações para esclarecer homicídio

1
AGÊNCIA REBOUÇAS- Rua: José Afonso Vieira Lopes, 303 - Centro, Tel (42) 3457-1100

Homem  foi alvejado quando teria saído de casa para trabalhar quando foi alvejado  por tiros

Na madrugada de 02 de novembro, por volta das 4h, na rua Germano Santos Miranda, localizada na Vila Ester, em Rebouças,  ocorreu um homicídio.

Um homem de 35 anos perdeu a vida após ser alvejado por disparos de arma de fogo enquanto se dirigia a um ponto de ônibus, onde aguardaria o transporte que o levaria ao trabalho. De acordo com informações divulgadas pelo Delegado Gabriel Marinho, da Delegacia de Rebouças, ainda na manhã de 02 de novembro, a Polícia Civil já deu início as investigações para esclarecer as circunstâncias desse crime. A vítima,   cuja identidade não foi revelada, foi atingida a uma distância de aproximadamente 50 a 70 metros de sua própria residência. Familiares, alertados pelos disparos, correram para o local e o levaram imediatamente para o hospital, mas infelizmente ele não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Até o momento, não foram identificadas testemunhas oculares que tenham presenciado toda a ação dos autores do crime. Segundo a mãe da vítima, ela estava na varanda de sua casa quando notou a presença de um veículo modelo hatch de cor escura, estacionado próximo à residência. Os ocupantes do veículo teriam efetuado os disparos enquanto a vítima caminhava pela rua, e após o ato, deixaram o local, conforme relatado por ela.

O Delegado Gabriel Marinho ressaltou que há relatos de que os ocupantes do veículo teriam proferido gritos de comemoração após os disparos, o que agrava ainda mais a brutalidade do crime. A Polícia Científica  esteve no local para realizar a perícia e o exame de necropsia na vítima.

Três projéteis de arma de fogo foram recolhidos e apreendidos para exame pericial. Diante da possível emboscada e do caráter premeditado do crime, o Delegado Marinho considera que o homicídio pode ser enquadrado como “qualificado”, o que agravaria a pena dos responsáveis, caso sejam identificados e capturados.

Além disso, imagens das câmeras de segurança estão sendo solicitadas para auxiliar na identificação do veículo e compreensão da dinâmica do crime. O Delegado também está em busca de informações junto aos familiares da vítima, com o objetivo de elucidar possíveis motivações para o homicídio, bem como identificar outras testemunhas que possam fornecer pistas essenciais para o esclarecimento desse crime.

Com informações-Rádio Najuá

 

Comentários estão fechados.

Veja Também

REBOUÇAS- Delegado fala sobre combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes

Semanalmente, a delegacia recebe cerca de dois a três casos de violência ou abuso contra c…