Home Notícias Regionais Rio Azul pulveriza ruas com água sanitária para tentar evitar o coronavírus

Rio Azul pulveriza ruas com água sanitária para tentar evitar o coronavírus

0

Na guerra contra o Coronavírus, a prefeitura de Rio Azul, resolveu adotar essa medida praticada em Minas Gerais. De acordo com o infectologista e professor da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais Mateus Westin, que indica água sanitária (ATENÇÃO: o produto só serve como substituição na hora de lavar paredes, vidros e pisos. NUNCA passe água sanitária no corpo).
Com o objetivo de contribuir para tentar evitar o surgimento do vírus e sua propagação, o prefeito Rodrigo Solda, após discussão com os demais secretários, determinou a pulverização nas áreas centrais, e onde há maior circulação de pedestres e veículos, com água sanitária, seguindo as orientações de quantidade, repassadas pela Defesa Civil.
André Gembaroski, secretário de Agricultura e Meio Ambiente do município lembra que a água sanitária, como exemplo, é usada para limpeza de poços d’água.

pulverização de ruas em Rio Azul, com água sanitária

Sobre essa composição, o infectologista Westin diz: “A gente tem estudo, de outros contextos epidêmicos e de outros coronavírus que já circulavam, mostrando que desinfetantes comuns têm ação na redução da propagação do vírus. Esses estudos mostraram que a água oxigenada e a água sanitária soam eficazes na eliminação do coronavírus”, explica o infectologista. No caso da água sanitária, Westin ressalta que o produto deve ser diluído em água comum. A recomendação é diluir 200ml de água sanitária 2,5% (concentração comercial) em 5L de água – isso gera uma solução de hipoclorito de sódio (água sanitária) à 0,1%. “Foi essa concentração que se mostrou eficaz nos estudos prévios e que, possivelmente, também é eficaz para a atual variante MERS-cov2”, informou.
“Esses desinfetantes são importantes porque nem tudo pode ser limpado com água e sabão. O vírus tem a capacidade de ficar retido na superfície de um objeto e, até pelo preço, esses produtos podem são uma boa alternativa para o álcool”, observa.

Westin lembra que as águas sanitária e oxigenada foram utilizadas recentemente, quando várias cidades mineiras enfrentaram problemas de grandes enchentes. Na ocasião, os desinfetantes foram utilizados para evitar doenças como leptospirose e hepatite A.

com informações do Estado de Minas

Comentários estão fechados.

Veja Também

RIO AZUL – Unidades Básicas de Saúde recebem equipamentos novos

Após realizar os trabalhos de reforma das Unidades Básicas de Saúde (UBS), a Prefeitura ef…