Home Policiais REBOUÇAS: Mulher não aceita separação, e teria feito ameaças e danificado fechadura de porta

REBOUÇAS: Mulher não aceita separação, e teria feito ameaças e danificado fechadura de porta

0
AGÊNCIA REBOUÇAS- Rua: José Afonso Vieira Lopes, 303 - Centro, Tel (42) 3457-1100

No último dia 07 de janeiro, por volta das 08h37,  a equipe da PM foi solicitada para atender a uma ocorrência de violação de domicílio, danos e ameaças. O proprietário da residência relatou que sua ex-convivente invadiu seu pátio, tentando danificar janelas com uma barra de ferro e comprometendo a fechadura da porta dos fundos. Além disso, o proprietário afirmou ter recebido ameaças por meio de mensagens via WhatsApp. A separação do casal, ocorrida há três meses, não foi aceita pela ex-companheira, gerando esse conflito.

Diante do cenário apresentado, os envolvidos foram encaminhados ao hospital Darcy Vargas, em Rebouças, para realização de laudo de lesão corporal. Posteriormente, foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Irati para os procedimentos legais pertinentes ao caso.

CASAL VAI  EM PESQUE-PAGUE, E MARIDO FICA COM CIÚMES; O QUE TERIA GERADO AGRESSÃO POSTERIOR

Por volta das 20h, em  dia 07 de janeiro, a equipe policial foi acionada para intervir em um caso grave de violência doméstica. A vítima, ao ser contatada, relatou um episódio de agressão por parte de seu marido durante uma tarde em um Pesque e Pague. A situação teve início quando o esposo demonstrou ciúmes excessivos, resultando em agressão física à mulher.

Após o incidente, o casal retornou à residência onde convivem. A gravidade das agressões foi notada por uma vizinha, que prontamente contatou as autoridades por meio do número de emergência. Quando a viatura policial chegou ao local, o agressor já havia fugido.

Dada a situação de vulnerabilidade da vítima e a ausência de familiares ou amigos para garantir a segurança dos filhos durante a noite, a guarnição policial, em contato com o Conselho Tutelar, providenciou uma pousada para a vítima e seus filhos passarem a noite em segurança.

Além disso, foi encaminhada assistência médica à vítima no hospital, onde foi realizado o laudo de lesão corporal, visando a condução dos procedimentos legais na Delegacia de Polícia Civil para as devidas medidas cabíveis diante da situação de violência doméstica.

Comentários estão fechados.

Veja Também

REBOUÇAS- Delegado fala sobre combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes

Semanalmente, a delegacia recebe cerca de dois a três casos de violência ou abuso contra c…