Home Policiais Quadrilha que ‘fisgava’ envelopes de caixas eletrônicos é alvo de operação da Polícia Federal

Quadrilha que ‘fisgava’ envelopes de caixas eletrônicos é alvo de operação da Polícia Federal

1

A operação foi batizada de ‘Pesca Urbana’ em razão do sistema utilizado pelo grupo criminoso para “fisgar” envelopes com valores depositados em terminais de autoatendimento de agências bancárias.

O Paraná está entre os cinco estados onde foram registrados crimes da quadrilha que furtava terminais eletrônicos de agências bancárias. Somente em 2021, foram 545 furtos cometidos pelo grupo. Nesta quarta-feira (10), a Polícia Federal realizou a operação ‘Pesca Urbana’, para o cumprimento de 18 mandados de prisão preventiva e 34 de busca e apreensão, além do bloqueio de bens em São Paulo, Bahia, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Sergipe e Espírito Santo.

As investigações começaram em janeiro de 2021, a partir do ataque da organização criminosa a nove agências da Caixa Econômica Federal na Serra Gaúcha – o que resultou na primeira fase da operação, em abril. Mesmo após a ação policial, o grupo continuou com ataques a agências da Caixa Econômica Federal. A operação desta quarta-feira (10) é para a prisão de membros da quadrilha, assim como a apreensão de elementos de provas e de bens adquiridos com o dinheiro furtado.

O objetivo é garantir o ressarcimento dos prejuízos causados. No Paraná, foram, ao menos, 16 furtos registrados na região noroeste – nas cidades de Paiçandu, Mandaguari, Astorga e Mamborê, além de Maringá. Até agora, 49 pessoas já haviam sido presas em flagrante por furto a agências bancárias no território nacional. Os investigados devem responder pelos crimes de furto qualificado e organização criminosa, assim como outros delitos que ainda podem ser identificados durante as investigações.

Vídeo: divulgação/PF
Foto: divulgação/PF

informações:BandNews
Comentários estão fechados.

Veja Também

“Errou o tiro”, e matou a própria mãe

Um homem de 35 anos matou a própria mãe com um tiro na cidade de Mamborê no Paraná, ao ati…