Home Saúde Imunização de grupos prioritários deve ser concluída só em setembro

Imunização de grupos prioritários deve ser concluída só em setembro

0
clique aqui e receba nossas notícias:

Mais de 77 milhões de pessoas dos grupos prioritários só devem estar completamente imunizadas contra a Covid-19 a partir de setembro.

A projeção pouco otimista é de especialistas ouvidos pelo Estadão e decorre do baixo estoque de vacinas disponíveis para cumprir o Plano Nacional de Imunização.

A capacidade do sistema é de vacinar dois milhões de pessoas por dia, mas a meta do governo de imunizar um milhão por dia ainda está longe de ser cumprida.

Apenas na última quinta-feira, o governo conseguiu, pela primeira vez, aplicar mais de um milhão de doses.

Já na sexta, o número caiu ao patamar de 300 mil doses.

A dificuldade está na falta de vacinas, que não foram garantidas pelo Ministério da Saúde com a compra antecipada, em 2020.

Sem imunizantes prontos, o país também enfrenta bloqueios no recebimento dos IFA – os insumos farmacêuticos ativos – matéria-prima essencial para fabricar as fórmulas tanto no Instituto Butantan, em SP, como na Fiocruz, no RJ.

O governo prometeu vacinar 80 MILHÕES de pessoas até a metade do ano.

A fórmula é matemática: se a partir de agora forem vacinadas um milhão de pessoas diariamente, sem redução ou interrupção no fim de semana, a demanda será cumprida por volta de 25 de junho.

Mas é só a primeira dose.

Para a segunda, leva mais algum tempo para atingir a previsão.

Comentários estão fechados.

Veja Também

JÁ ESTÁ FICANDO DE LADO! Número de pessoas que lavam as mãos com frequência é menor do que no início da pandemia

Medidas das mais eficazes para evitar contaminações não apenas pelo novo coronavírus, mas …