Home Notícias Regionais Diocese de União da Vitória – Duas Paróquias acolhem novos padres nesta semana

Diocese de União da Vitória – Duas Paróquias acolhem novos padres nesta semana

0
clique aqui e receba nossas notícias:

Por algumas necessidades, em vista de certos trabalhos e funções na Diocese, no dia 09 de abril, Dom Walter Jorge, bispo diocesano publicou novas Nomeações e Transferências no Clero da Diocese. Além da nomeação do novo pároco da Catedral, padre Sidnei Reitz, que tomou Posse no dia 24 de abril, também foram transferidos os padres Iomar Otto, o padre Mário Fernando Glaab e os Diáconos Damião e Alisson.

Posse do Padre Iomar Otto
Neste domingo, 09 de maio, a paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, de São Mateus do Sul, acolhe seu novo pároco, padre Iomar Otto, transferido da paróquia Nossa Senhora de Fátima, de União da Vitória, onde atuou por quatro anos. Presidida por Dom Walter Jorge, bispo diocesano, a Missa de Posse se dará às 8h30 da manhã. A participação de fiéis será restrita a 25% do público, comportando o máximo de 145 pessoas. Paroquianos e fiéis poderão acompanhar pelas Redes Sociais da Paróquia e da Diocese.
Padre Iomar Otto, assume a paróquia no lugar do padre Sidnei José Reitz, nomeado pelo bispo diocesano como novo pároco da Catedral, em União da Vitória.
Continuando também com seu trabalho na direção da Associação ARES, em União da Vitória, da qual é fundador, padre Iomar contará na Paróquia Perpétuo Socorro com a ajuda do Diácono José Damião, que será ordenado padre no dia 29 de maio, na Matriz São Mateus, em São Mateus do Sul, e foi designado para a paróquia do Perpétuo Socorro, como Vigário Paroquial, à partir do mês de junho.

Biografia do Padre Iomar Otto
Com 34 anos de sacerdócio, completados no dia 14 de fevereiro deste ano, padre Iomar fez sua formação no Instituto de Filosofia e Teologia Mater Ecclesiae, de Ponta Grossa-PR, e em 1994 formou-se em Filosofia pela Universidade São Carlos de Palmas-PR.
Além da paróquia Nossa Senhora de Fátima, onde estava até o momento e trabalhou por quatro anos, padre Iomar exerceu seu Ministério em diversas outras paróquias da Diocese: na Paróquia Santa Bárbara, em Bituruna; no Seminário Diocesano, em União da Vitória; na Paróquia São José, em Antonio Olinto; na Paróquia São João Batista, em São João do Triunfo; na Paróquia Santo Antonio, em Santo Antônio Iratim; e na Paróquia Nossa Senhora das Graças e São José, em General Carneiro.
Natural de União da Vitória, filho mais velho de Irineu Otto, já falecido, e de Ione Otto, padre Iomar tem 59 anos de idade. Suas irmãs são: Neide e Iara.
Formado também em Psicologia pela Universidade do Contestado (UNC)), de Porto União –SC, há 19 anos padre Iomar dirige a Associação ARES (Associação Recanto da Sobriedade), a qual fundou, e que oferece assistência psicossocial e saúde a portadores de distúrbios psíquicos, deficiência mental e dependência química, em União da Vitória – PR.
Na Diocese de União da Vitória, padre Iomar é Assessor Eclesiástico da Pastoral da Sobriedade.

Posse do Padre Mário Glaab
Também no domingo, 09 de maio, a Paróquia Nossa Senhora de Fátima, de União da Vitória, acolhe na missa das 19h, seu novo pároco, padre Mário Fernando Glaab.
Padre Mário estava como vigário paroquial na paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em São Mateus do Sul, onde foi Apresentado no dia 06 de fevereiro deste ano após ter atuado por cinco anos no Seminário Diocesano, na função de Diretor do Instituto.
O novo pároco assume a paróquia Nossa Senhor de Fátima no lugar do padre Iomar Otto, transferido para a Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em São Mateus do Sul e que toma Posse neste domingo, na missa das 8h30.

Biografia do Padre Mário:
Natural do interior da cidade de Porto Vitória – PR, padre Mário Fernando Glaab nasceu em 24 de janeiro de 1957, e é o filho mais novo de nove irmãos.
Ordenado padre em 21 de julho de 1984, atuou em diversas paróquias da Diocese, inclusive na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, para onde retorna.
Seu último trabalho, antes de atuar por três meses na paróquia Perpétuo Socorro, foi como Diretor do Instituto de Filosofia e Teologia Santo Alberto Magno (IFTESAM), cuidando da formação acadêmica dos seminaristas, função que exerceu de 2016 a 2021. Com mestrado em Roma em Teologia Dogmática, é professor no Seminário Diocesano, onde leciona disciplinas no Curso de Filosofia e Teologia. Também foi Administrador Diocesano no período de Vacância da Diocese, após a morte de Dom Agenor Girardi até a chegada de Dom Walter Jorge.
Atualmente padre Mário é o Vigário Geral da Diocese, com trabalhos na Cúria e junto ao bispo diocesano.

O Rito de Posse do Novo Pároco

O Rito de posse de um novo pároco em uma igreja consta de alguns momentos próprios que acontecem no decorrer da Santa Missa.

Após entrar em procissão no início da celebração, com o bispo diocesano e demais auxiliares da celebração, ao chegar ao Presbitério é lida a Portaria de Nomeação do Novo Pároco (Documento Oficial emitido pela Cúria Diocesana, assinado pelo Bispo e pelo Chanceler do Bispado).

Diante do bispo, o novo pároco professa obediência ao bispo, manifestando também ser fiel ao correto ensinamento das verdades da Igreja ao povo que irá conduzir, bem como obediência às leis contidas no Código do Direito Canônico, (Código das Leis da Igreja), com o objetivo de estar exercendo seu serviço em comunhão com toda a Igreja Particular e Universal.

Uma breve apresentação do novo pároco é feita por algum membro do clero, que descreve um pouco da sua biografia para que os fiéis possam melhor conhecê-lo.

entrega da chave da igreja e da chave do sacrário, onde é guardada a reserva eucarística, em que Jesus se faz realmente presente pela Consagração feita pelo sacerdote na missa, é outro momento do Rito. Recebendo as chaves das mãos do bispo, o pároco recebe a autoridade a ele confiada pela Igreja em nome do bispo, para ser o pastor daquele seu novo rebanho.

Em algumas celebrações pode-se também ter os momentos onde o novo pároco se dirige a alguns espaços da igreja juntamente com o bispo, demonstrando os serviços que irá realizar e se dedicar na paróquia, que estão voltados à dispensa dos sacramentos.

Esses espaços são: a Pia Batismal, onde se realizam os batismos; o Confessionário, onde o padre em nome da Igreja absolve e perdoa os pecados; e o Sacrário, local onde se encontra a Eucaristia, Sacramento do alimento Espiritual aos fiéis, que é Jesus.

Ao final da celebração a Ata de nomeação do novo pároco é lida e assinada pelo bispo diocesano, pelo novo pároco, por membros da Comissão da Igreja, membros do Conselho de Pastoral e outras testemunhas. Breves palavras do novo pároco dirigidas ao seu novo rebanho finaliza esses momentos antes da Bênção Final da Celebração dada pelo bispo.

Setor de Comunicação

Diocese de União da Vitória – PR

Comentários estão fechados.

Veja Também

Delegado de São Mateus do Sul morre vítima da Covid-19