Home Policiais REGIONAL: Várias situações de estelionato e fraude eletrônica nas últimas horas

REGIONAL: Várias situações de estelionato e fraude eletrônica nas últimas horas

0
AGÊNCIA REBOUÇAS- Rua: José Afonso Vieira Lopes, 303 - Centro, Tel (42) 3457-1100

Em São Mateus do Sul – No dia 1º de dezembro, a Polícia Militar registrou um caso de estelionato e fraude eletrônica, às 17h22, na Rua Luiz Damaso Santos Lima.

Uma senhora compareceu à sede da 3ª Companhia para relatar um golpe sofrido envolvendo seu pai. Segundo o relato, ela recebeu uma mensagem no celular do seu pai indicando uma compra realizada no valor de R$1.795,32 em seu cartão de crédito. Porém, ao verificar sua fatura no aplicativo, não constava tal transação.

Preocupada, a solicitante entrou em contato com o número 0800, mencionado na mensagem recebida, acreditando estar falando com o suporte  bancário para cancelar a suposta compra. Infelizmente, foi uma armadilha; em vez de cancelarem a transação, foram realizadas novas compras no cartão, algumas das quais ela conseguiu bloquear, mas uma delas no valor de R$4.763,00 foi concretizada.

Ao perceber que era vítima de um golpe, a vítima entrou em contato com o banco, que abriu procedimentos para tentativa de recuperação dos valores e bloqueio da conta. Ela também foi orientada a registrar um boletim de ocorrência sobre o caso.

** Estelionato por Fraude Eletrônica em Paulo Frontin**

No dia 1º de dezembro, por volta das 13h30, na Linha Rio das Antas, um senhor compareceu ao Pelotão da Polícia Militar, alegando que os valores em sua conta foram subtraídos sem seu consentimento.

Apresentando extratos da conta corrente, foi possível observar uma série de transações via PIX em quantias variadas para uma empresa. Ao questionar a agência bancária sobre essas subtrações, o senhor afirmou que recebeu como resposta que não cabia ao banco solucionar o problema e que era sua responsabilidade descobrir a autoria.

O homem relatou ainda que sua irmã tem acesso à sua conta por meio de um aplicativo bancário em seu celular. Ele mencionou ter recebido uma mensagem via WhatsApp de uma funcionária chamada Bruna, do banco, sugerindo que as movimentações poderiam estar relacionadas a jogos, e que a irmã do titular da conta confirmou que o sobrinho teria feito apostas.

As mensagens foram anexadas ao boletim de ocorrência, e a vítima foi orientada sobre os procedimentos cabíveis diante do ocorrido.

** Possível Estelionato em União da Vitória**

No dia 1º de dezembro, por volta das 8h, no bairro São Cristóvão, uma equipe em patrulhamento foi abordada por uma senhora que solicitou ajuda da guarnição policial por suspeita de estar sofrendo um golpe.

A solicitante relatou que no dia anterior (30 de novembro de 2023), percebeu o desaparecimento de seu cachorro da raça Pitbull, que estava anteriormente em sua residência. Após perceber a falta do animal, ela fez postagens em suas redes sociais procurando por seu animal de estimação, incluindo o número de telefone para contato. Desde então, ela tem recebido várias ligações de um homem que afirma ter seu animal de estimação e solicita o pagamento de R$200,00 para devolvê-lo.

Enquanto a equipe coletava os dados da vítima, ela recebeu uma nova ligação e pediu para que os policiais atendessem. Ao se identificar como agentes de segurança pública, o possível autor do fato desligou imediatamente.

Diante da situação, a equipe policial orientou a vítima sobre como evitar situações de golpes e estelionato virtual, além de proteger seus dados pessoais.

Esse caso destaca a importância de cuidar das informações pessoais e estar atento a possíveis golpes, especialmente em situações envolvendo a oferta de resgate de animais desaparecidos, buscando sempre o apoio e orientação das autoridades competentes.

** Golpe de Estelionato em Paula Freitas**

No dia 1º de dezembro, por volta das 09h, no centro de Paula Freitas, um casal compareceu ao Departamento de Polícia Militar para relatar que foram vítimas de um golpe de estelionato.

Segundo o relato de Melissa e seu namorado, eles viram um anúncio no Facebook de um iPhone 11 usado sendo vendido por R$1450,00. Após negociações via WhatsApp com o anunciante, que utilizava o número de celular (41)991796334, combinaram a entrega pessoalmente em Curitiba, cidade para a qual Melissa iria realizar uma prova, e o pagamento seria feito via PIX.

O suposto vendedor informou que um amigo, chamado X, faria a entrega do aparelho na PUC-PR, local acordado entre as partes. X apareceu no local com o celular, e o namorado da vítima realizou a transferência via PIX de R$1450,00 para a conta indicada, aguardando a entrega do aparelho.

No entanto, neste momento, X questionou o motivo pelo qual eles realizaram a transferência para aquela conta, já que ele próprio estava vendendo o celular, mas por um valor um pouco maior. Ele explicou que Melissa havia entrado em contato com ele para comprar o celular, dizendo ser sua prima, e que ela pegaria o aparelho para justificar o encontro no local combinado.

Foi então que o casal percebeu que havia sido vítima de um golpe de estelionato. Depois desse episódio, o golpista não manteve mais contato com as vítimas. Ambos foram orientados pelas autoridades e um boletim de ocorrência foi registrado sobre o caso.

Esse incidente reforça a importância de verificar a autenticidade das informações e estar atento a possíveis fraudes em transações online para evitar situações como essa.

Comentários estão fechados.

Veja Também

RIO AZUL – Estelionato em rede social

Por volta das 21h30min, na noite de 27 de fevereiro, compareceram no destacamento policial…