Home Notícias Regionais Reboucense demonstra amor pelo campo e competência na Agronomia

Reboucense demonstra amor pelo campo e competência na Agronomia

2

Jucimara de Andrade Caterenciu desde criança; quando observava seus pais no trabalho na agricultura, sempre foi uma apaixonada pelo campo. Ela acompanhava seus pais José de Andrade e Jucimara, no trabalho cotidiano. Foi com eles que aprendeu a importância desse trabalho, que alimenta e contribui no crescimento do País.
E foi lá, no campo, junto a terra que Jucimara descobriu a agronomia, e a importância da profissão para que as coisas fossem bem na agricultura.
Porém, a paixão pelo agronegócio encontrou um primeiro obstáculo. Jucimara lembra de que, mesmo antes de ingressar na faculdade de Agronomia, com frequência ouvia de que nessa profissão não teria espaço para ela, pelo simples fato de ser mulher.
Mas claro, isso não iria impedir Jucimara de transformar seu sonho em realidade. Mesmo sabendo que não seria uma tarefa fácil. Mas a persistência está na essência dos mais fortes.
No ano de 2013 foi aprovada no vestibular de Engenharia Agrônoma, curso que concluiu em 2018.
Dali em diante, com a paixão pelo campo e detentora do conhecimento técnico necessário, Jucimara encarou preconceitos, e mostrou que essa área também é coisa para mulher.
Atualmente Jucimara é proprietária da Comercial Agrícola Ponto Forte, loja de insumos agrícolas, instalada em Rebouças, na Rua João Antonio de Freitas, 210, na área central da cidade.
Sem dúvida Jucimara passou por muitas situações de preconceito, mas com competência, demonstrou a capacidade que a mulher tem também para atuar nesse ramo.

“Por ser mulher, muitas vezes, no passado, me deparei com várias situações no cotidiano. Havia perante alguns a desconfiança, pelo fato de eu ser uma mulher, exercendo a profissão de Engenheiro Agrônoma, a qual, até um tempo atrás era algo apenas para os homens”, comenta Jucimara.
Mesmo com os avanços, e espaços conquistados, ainda na atualidade, as mulheres (lamentavelmente) ainda são vistas por uma parcela, como alguém que desconhece o dia a dia na lavoura. O que não é verdade!
Mas isso aos poucos está mudando, e felizmente as mulheres estão demonstrando toda sua competência também no campo, e no agronegócio.

Jucimara analisa que a Agronomia é fundamental para futuro do campo. “É uma profissão essencial para que sejam aplicados estratégias, tecnologias e conhecimento para que a produtividade no campo seja maior e com menor impacto para o meio ambiente. Somente assim é possível alavancar ainda mais o desenvolvimento do país”, conclui Jucimara, um exemplo local do sucesso da mulher, seja no campo, ou no agronegócio.
Antes o preconceito vinha disfarçado da preocupação sobre a fragilidade da mulher ao exercer seu papel profissional, seja dentro ou fora da porteira. Com a crescente participação da mulher em diversos setores e o avanço tecnológico, tal “preocupação” não faz mais sentido.

Comentários estão fechados.

Veja Também

Piscicultura faz parte da formação de alunos da Casa Familiar Rural de São Mateus do Sul

Com apoio dos técnicos do IDR-Paraná, Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná, em par…