Home Notícias Regionais REBOUÇAS- Vigilância Sanitária combate lixão e reforça importância da conscientização

REBOUÇAS- Vigilância Sanitária combate lixão e reforça importância da conscientização

0
AGÊNCIA REBOUÇAS- Rua: José Afonso Vieira Lopes, 303 - Centro, Tel (42) 3457-1100

Até colchões e camas velhos foram encontrados jogados fora

Por: Clayton Burgath – jornalista

Rebouças, PR – A equipe de Vigilância Sanitária de Rebouças tem intensificado suas ações para combater o descarte irregular de lixo em pontos críticos da cidade. Felipe Homiak, responsável pelo setor de Vigilância Sanitária, comentou que  na última semana foi realizada uma inspeção na região da Vila Ester, onde a situação de mosquitos da Dengue é alarmante.

“Estivemos percorrendo alguns pontos da cidade, e encontramos desde colchões  e camas velhos jugados, quase no centro da cidade. Está se transformando em um verdadeiro lixão,” relata Felipe, visivelmente preocupado com a situação.

Durante a visita, foi possível constatar a presença de diversos tipos de resíduos, incluindo móveis abandonados, próximo a córregos e rios, agravando a contaminação ambiental e contribuindo para a proliferação de doenças como a Dengue. “Lamentável encontrar uma situação dessas. É dever do município fiscalizar e do cidadão se conscientizar e cuidar,” destaca Felipe.

PROBLEMA DE CONSCIÊNCIA COLETIVA

Felipe enfatiza que o problema não é causado por uma única pessoa ou residência, mas sim pela ação conjunta de várias pessoas da comunidade. “Infelizmente, ainda nos deparamos com situações dessa magnitude. Todo mundo sabe que temos coleta de lixo na cidade. Basta deixar os materiais na frente da residência e avisar o pessoal do pátio, e a coleta é feita,” explica.

Ele lembra que a coleta regular de lixo está disponível e incentiva a população a utilizar esse serviço para evitar a formação de pontos de descarte ilegal. “Não há necessidade de criar esse lixão aqui,” acrescenta.

AÇÕES DE FISCALIZAÇÃO E NOTIFICAÇÃO

A Vigilância Sanitária está determinada a identificar os responsáveis pelo descarte irregular. “Vamos tentar descobrir quem está jogando lixo  na rua e em terreno baldios e notificar essas pessoas. Se o terreno tiver proprietário, solicitaremos o cercamento do local,” informa Felipe, citando o Código de Saúde do Estado e o Código de Postura do município que exigem que terrenos sejam cercados.

MEDIDAS PARA CONSCIENTIZAÇÃO E DENÚNCIA

Para combater o problema, serão instaladas placas de “Proibido Jogar Lixo” no local, como parte de um esforço conjunto com o Conselho de Meio Ambiente. Felipe acredita que as placas podem ajudar a conscientizar a população.

Além disso, a Vigilância Sanitária encoraja a população a denunciar qualquer atividade suspeita de forma anônima. “Pode denunciar de forma anônima. A gente não revela quem fez a denúncia para evitar problemas de convivência,” assegura Felipe, fornecendo o telefone para contato (3457-2124) e orientando sobre o uso do site da Prefeitura para registrar denúncias na Ouvidoria da Saúde.

APELO À COMUNIDADE

“Não adianta nada você limpar sua casa e jogar o lixo na rua. Está apenas transferindo o problema e colocando todos em risco,” conclui Felipe, apelando à responsabilidade coletiva.

via: imagens/informações-PMR

Comentários estão fechados.

Veja Também

SOBRE HOSPITAL – Prefeitura ingressa com petição pela nulidade do Mandato Irregular da Diretoria

Prefeitura contesta prolongamento indevido do mandato e irregularidades eleitorais. Destaq…