Home Notícias Regionais REBOUÇAS- Não será permitida aglomeração de pessoas, em visita ao cemitério no dia de Finados

REBOUÇAS- Não será permitida aglomeração de pessoas, em visita ao cemitério no dia de Finados

0
clique aqui e receba nossas notícias:

De acordo com Felipe Homiak, do setor de Vigilância em Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde de Rebouças; as celebrações de Finados irão ocorrer, não como de costume, em virtude das medidas de segurança necessárias, como prevenção ao coronavírus.

“Em consenso com o pároco Alcione Zanin, as missas que sempre são realizadas no Cemitério Municipal, no dia de Finados; neste ano serão na Igreja Matriz. Isso para se evitar a aglomeração de pessoas no cemitério, e considerando que Igreja mantém as regras de distanciamento social em sua parte interna”, comenta Felipe.

NO CEMITÉRIO

Felipe adianta que a visitação ao Cemitério Municipal, nesse dia será, controlada, havendo um número limitado de pessoas – por vez – para estarem na parte interna daquele local.
“Além de controlarmos o fluxo de pessoas circulando ao mesmo tempo no cemitério, estaremos com uma equipe do setor de Vigilância junto ao portão de acesso, verificando a temperatura corporal e a saturação de oxigênio no sangue dos visitantes”, adianta Homiak.

Paralelamente haverá outra equipe, do setor de combate a Endemias, que estarão orientando as pessoas no tocante a não levar vasos e arranjos de flores, que possam gerar acúmulo de água. O objetivo é evitar o surgimento de focos do mosquito da Dengue.

Felipe também comenta, que serão repassadas orientações para os cuidados também ocorram nos cemitérios existentes em localidades do interior do município.

“Todos podem ir aos cemitérios, para prestar homenagens aos seus familiares falecidos, mas que tomem os devidos cuidados para se evitar a geração de problemas como contaminação pelo Covid-19, em virtude do fluxo de pessoas; bem como os cuidados relativos em se evitar o surgimento de criadouros de mosquitos da Dengue”, conclui Felipe.
“Dia de Finados” tem tudo a ver com a vida, pois celebrar o Dia de Finados não pode ser apenas um sentimento de saudade, de lamento, é um dia para reflexão, um compromisso com a realidade concreta da vida. É lembrar-se dos que já se foram, como história, valorizando e agradecendo pelo que temos e somos ainda, que temos a cumprir cada dia. Nosso compromisso com a vida, não é apenas estarmos com os olhos abertos, com todos os mecanismos fisiológicos em perfeito funcionamento, mas a vida só tem sentido quando vivemos o contexto do mundo dos homens e de Deus.

NA HISTÓRIA
No século XIII, o dia dos fiéis defuntos passou a ser celebrado em 2 de novembro, já que no dia 1 de novembro era comemorada a solenidade de todos os santos.
2 de novembro, dia dos fiéis defuntos. Para a Igreja católica não se trata de um feriado qualquer, mas de uma oportunidade de rezarmos pelos entes queridos que buscam a plenitude da vida diante da face de Deus. Desde os primeiros séculos, os cristãos já visitavam os túmulos dos mártires para rezar por eles e por todos aqueles que um dia fizeram parte da comunidade primitiva.
O purgatório que faz parte da doutrina escatológica da Igreja é a condição de purificação que as almas devem passar para apresentarem-se sem mancha diante de Deus. Ao contrário do que se pensa, não trata-se de um castigo, mas de uma intervenção da misericórdia de Deus. A doutrina do Purgatório veio definida no segundo Concílio de Lion em 1274. Frei Ribamar Gomes explica que este dia serve para rezarmos preferencialmente pelas almas dos purgatório, as quais precisam de purificação para adentrarem no Paraíso.
“O purgatório nos transforma na figura sem mancha, ou seja, no verdadeiro recipiente da eterna alegria. No purgatório a alegria do encontro com Deus que acontecerá, supera a dor e o sofrimento. Só não acredita no purgatório quem duvida da misericórdia de Deus. o verdadeiro significado do dia de finados só pode ser encontrado no amor de Deus”

Comentários estão fechados.

Veja Também

Em Ponta Grossa, profissionais de saúde recusam vacina contra covid-19

  …