Home Notícias Regionais Rebouças é a primeira cidade no Brasil a receber o projeto que visa erradicar a desnutrição

Rebouças é a primeira cidade no Brasil a receber o projeto que visa erradicar a desnutrição

0
AGÊNCIA REBOUÇAS- Rua: José Afonso Vieira Lopes, 303 - Centro, Tel (42) 3457-1100

O foco do projeto é em regiões rurais, justamente pelo incentivo à produção local dos ovos e distribuição nas comunidades do entorno.
A definição das primeiras cidades participantes do projeto, no Brasil e no Peru, foi feita após uma criteriosa análise. O foco do projeto é em regiões rurais, justamente pelo incentivo à produção local dos ovos e distribuição nas comunidades do entorno.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Segundo Luiz Leite, foi identificado na região rural do Paraná e em Lima, no Peru, uma situação de desnutrição e o atendimento aos cinco critérios estabelecidos pelo projeto. “São eles, a existência de granjeiros com ativos e capacidades necessárias; a experiência com galinhas poedeiras; a parceria com uma granja capaz de auxiliar no projetos e que compartilhasse com os valores de negócios sociais da DSM; ser uma zona com comprovação clínica e estudos de desnutrição com mulheres férteis e crianças, além de estar em um país onde o consumo do ovo já exista”, explica.
A DSM, empresa global de origem holandesa voltada para a saúde, nutrição e biociência e maior fornecedora mundial de vitaminas e micronutrientes, recentemente lançou o projeto Bem Viver e Nutrição (B.E.N.), após a conclusão do formato piloto em Rebouças, interior do Paraná, e Lima, no Peru. O objetivo é gerar renda para famílias carentes em comunidades rurais, e nos próximos dez anos, erradicar a desnutrição de 1 milhão de crianças e de mulheres em idade fértil em todo o brasil, e de 2 milhões de pessoas com nível de desnutrição acima de 30% e de mulheres com nível de anemia acima de 50% nos dois países.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Luiz leite, diretor do projeto B.E.N., pela área de Produtos Nutricionais da DSM, conta que no brasil, são nove granjeiros participantes até o momento. “Atualmente são produzidos 45 mil ovos diários no Brasil e no Peru, sendo 20 mil na região de Rebouças. No Brasil estão sendo beneficiadas mais de 12 mil crianças em idade escolar e pretende-se chegar a 30 mil pessoas das doze cidades da região de Rebouças”, afirma Leite.
Em Rebouças, o Projeto B.E.N. conta com um importante parceiros para a realização dessa ação, a Golden Ovos, empresa paranaense que atua na organização de agricultores familiares, produção, gestão e comercialização de ovos caipira. “A instituição é responsável pela organização de uma rede de pequenos produtores, fornecimento de insumos, equipamentos, treinamentos e suporte, uma vez que nosso intuito não é somente gerar o aumento na renda dos familiares, mas auxiliá-los na gestão financeira, gerando um desenvolvimento socioeconômico efetivo e perene”, comenta.
Os pequenos produtores que aderiram ao projetos já receberam um treinamento específico quanto à produção de ovos, alimentação e bem-estar animal, bem como de gestão empreendedora.
(beneggsbr)

Comentários estão fechados.

Veja Também

Eleição para Direção do Hospital de Caridade Dona Darcy Vargas em Rebouças terá Chapa  Única

No dia 21 de julho, às 13h no plenário da Câmara de Vereadores será a eleição para a nova …