Home Política Regional REBOUÇAS – Com proposta de Emenda Impositiva, vereadores poderão decidir como aplicar parte dos recursos

REBOUÇAS – Com proposta de Emenda Impositiva, vereadores poderão decidir como aplicar parte dos recursos

0
AGÊNCIA REBOUÇAS- Rua: José Afonso Vieira Lopes, 303 - Centro, Tel (42) 3457-1100

Durante a reunião das Comissões Permanentes da Câmara de Vereadores de Rebouças, em 24 de maio, o vereador “tiu” Chico (PROS), apresentou aos demais legisladores a proposta de estudo mais aprofundado, para viabilizar também em Rebouças, algo que está se tornando bastante comum em vários municípios. A implantação das chamadas Emendas Impositivas.
Esse dispositivo possibilita que os vereadores indiquem Políticas Públicas, as quais, o prefeito está obrigado a executar. A proposta, em princípio foi bem recebidas pelos demais vereadores e vereadoras da Casa.
O vereador “tiu” Chico comentou sobre a iniciativa:

Na realidade, após aprovação, as Emendas Impositivas serão como um divisor de águas na política local, que irá gerar resultados para os futuros gestores e legisladores.
As Emendas Impositivas são aquelas em que os vereadores podem propor emendas ao orçamento do município e sugerir a destinação de verbas para áreas como: saúde, educação, obras, cultura, esporte entre outras.
Uma das principais Comissões da Casa, é a de Finanças e Orçamento, e que tem atuação significativa junto as Emendas Impositivas. A atual presidente dessa Comissão é a vereadora Elizabete Piani. Ela explica que a emenda impositiva é o instrumento dado pela Emenda Constitucional nº 86/2015, que permite que os vereadores possam apresentar emendas na Lei Orçamentária Anual (LOA) do município.
“É destinado o valor correspondente a 1,2% da receita corrente líquida, realizada no exercício do ano anterior, para as Emendas Impositivas. Esse montante é dividido igualmente entre os vereadores e eles podem indicar que tais recursos sejam usados em obras, educação, saúde, serviços e ações de melhorias a serem implementadas pelo Poder Executivo”, lembra a vereadora.

Continua após publicidade

O direcionamento das verbas se dá por meio de projetos de emendas específicas dos vereadores e o Poder Executivo verifica a viabilidade da execução e é obrigado a cumprir aquilo que foi determinado pelo parlamentar (vereador), sob pena de ter de responder pela sua não realização.
“O vereador direciona a verba, mas quem executará o projeto será a Prefeitura, por meio de suas secretarias. Ou seja, sairá diretamente dos cofres públicos para os projetos apontados pelos vereadores. O recurso não passa pelas contas, mãos ou qualquer outro tipo de transação financeira dos vereadores”, informa Elizabete.

Emendas Impositivas mostram a importância da Câmara Municipal na elaboração do Orçamento Anual
Para o presidente da Câmara, Ricardo Carlos Hirt Júnior, “o uso da emenda impositiva aprimora a discussão da execução orçamentária, aumentando o debate e oportunizando para que, por exemplo, indicações de legisladores de situação, e de oposição sejam atendidos em suas sugestões, após passar por crivo técnico da Casa.
Assim, o poder legislativo também podem ampliar sua participação na demanda por melhor qualidade dos serviços públicos; e, a ascensão do modelo gerencial no município, com vistas aos resultados e conteúdo revertidos em todos os setores da municipalidade, independente de quem esteja nos poderes executivo ou legislativo. Esse mecanismo aumenta a importância dos vereadores na função de planejar e organizar as prioridades dos investimentos públicos municipais e, consequentemente, aumenta a importância das Câmaras Municipais em promover o debate e a necessária transparência da execução orçamentária dos recursos públicos.”, diz Ricardo.

Continua após publicidade

A implantação das emendas impositivas implicará o estabelecimento de novas soluções e estratégias de trabalho que envolverá, no âmbito municipal, o Poder Executivo e o Poder Legislativo, além da participação popular, aproximando a população das decisões sobre a execução do orçamento municipal.
A Câmara como um todo, acredita que esse será um avanço muito significativo. “Devemos ressaltar a importância também da participação da população, fazendo valer a sua voz nas audiências públicas promovidas em nossa Casa de Leis quando da realização de futuras audiências públicas, para que os vereadores e vereadoras possam nesses eventos, receber as sugestões populares”, lembra o presidente do legislativo, vereador Ricardo.
Enfim, a sugestão apresentada pelo vereador “tiu” Chico, em princípio foi bem recebida por todos os vereadores e vereadoras, e será objeto de estudo técnico para sua efetiva implantação, pois implica também alterações na legislação municipal, para que assim possa validar as chamadas Emendas Impositivas.

Comentários estão fechados.

Veja Também

Sicredi disponibiliza R$ 66,5 bilhões no Plano Safra 2024/2025

O Sicredi, instituição financeira cooperativa com mais de 8 milhões de associados e presen…