Home Política Por proposição do deputado Romanelli,Presidente da Confederação Maçônica do Brasil recebe homenagem da ALEP

Por proposição do deputado Romanelli,Presidente da Confederação Maçônica do Brasil recebe homenagem da ALEP

0
AGÊNCIA REBOUÇAS- Rua: José Afonso Vieira Lopes, 303 - Centro, Tel (42) 3457-1100

O grão-mestre da congregação maçônica Grande Oriente do Paraná (GOP), Cristian Adrian Flores Maldonado, foi homenageado pela Assembleia Legislativa nesta segunda-feira, 7. Maldonado, eleito presidente da Confederação Maçônica do Brasil (Comab), recebeu uma Menção Honrosa do legislativo paranaense, por proposição do deputado Luiz Claudio Romanelli (PSD).

“É uma justa homenagem pela relevância das atividades que Cristian Flores conduz. Sabemos da sua competência e da sua força de vontade em praticar o bem”, afirmou Romanelli ao destacar que a eleição de Maldonado ocorreu na semana passada, durante um dos eventos internacionais mais importantes da maçonaria, realizado em Curitiba.

Na tribuna do legislativo, Romanelli destacou a importância da maçonaria. “Trata-se de uma instituição discreta, que ao longo da história optou por realizar sua obra de forma reservada. E não foram poucas as contribuições ao desenvolvimento humano e social do Brasil e do mundo”, disse o deputado, citando fatos brasileiros históricos, como a Independência, a proclamação da República e a abolição da escravatura.

“Em resumo: a maçonaria incentiva que busquemos o melhor de nós mesmos. Tudo é baseado em princípios como liberdade, igualdade e fraternidade. A ordem maçônica promove os direitos humanos, o respeito ao próximo e combate à discriminação, à opressão e à injustiça. Respeita todas as crenças e credos”, apontou Romanelli.

História

O deputado fez um apanhado histórico da maçonaria, lembrando que a formação da instituição filosófica tem origem na reunião de obreiros responsáveis pela construção de catedrais e outras estruturas monumentais. “Na maçonaria o foco é a edificação, seja de obras físicas ou ações para construir uma sociedade mais justa e humana”, disse.

Para Romanelli a agenda humanitária transformou a maçonaria em uma fraternidade diversa, mas sempre ancorada em princípios éticos, filosóficos e morais. “Uma das suas marcas é união. Ao valorizar as tradições, o maçom estabelece laços de amizade e cria uma rede de indivíduos comprometidos com a justiça social”, ressaltou.

O deputado também observou que o maçom é encorajado a refletir sobre questões sociais, morais, éticas e espirituais, buscando constante evolução individual e avanços da sociedade. “O maçom é um ativo indivíduo político e deve, entre outras missões, estimular a consciência política, a responsabilidade civil e o fortalecimento da democracia”.

Cristian Flores disse que o Grande Oriente do Paraná está comemorando 120 anos, conta com mais de 5 mil integrantes e tem um amplo histórico de serviços prestados ao Estado. “A maçonaria é cultura, é caridade, é filosofia, é civismo, é alegria e cumpre um grande papel na sociedade”, afirmou o novo presidente da Confederação Maçônica do Brasil.

Comentários estão fechados.

Veja Também

SEM FERROVIAS NÃO TEREMOS MUITAS SOLUÇÕES LOGÍSTICAS, DIZ DEPUTADO LUIZ CLAUDIO ROMANELLI (PSD)

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSD) sustentou nesta segunda-feira, 15, que é preciso u…