Home Política Regional Pequenos agricultores já podem comprar ‘trator solidário

Pequenos agricultores já podem comprar ‘trator solidário

0

Cooperativas e associações de pequenos agricultores que já está aberta a apresentação das propostas para compra do “Trator Solidário” – “um dos mais importantes programas de incentivo para o aumento da produção agrícola do Paraná”.
O pequeno agricultor da agricultura familiar que estiver interessado na aquisição de máquinas, implementos e equipamentos consignados ao programa Trator Solidário já pode apresentar pré-propostas para financiamento de equipamentos agrícolas.
Os financiamentos seguem regras do Pronaf, com limites, prazo de carência e taxa de juros autorizados pelo Conselho Monetário Nacional e Banco Central. Os pequenos produtores devem ter ainda a Declaração de Aptidão ao Pronaf ativa.

Quer receber as notícias da sua cidade e região? Basta acessar nosso link e pronto, você vai ter as notícias mais importantes na palma da mão! (Portal Notícia da Região)- Clayton Burgath, Jornalista.

Iapar/Fomento – No Paraná, o programa Trator Solidário é coordenado pela Secretaria Estadual de Agricultura. A operação do programa é feito em parceria com o Iapar (Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná), Fomento Paraná, agentes financeiros oficiais, cooperativas de crédito e fabricantes de equipamentos, implementos e tratores.
O Trator Solidário é um programa de cunho social, que traz eficiência no campo e baixo nível de inadimplência. “Por meio dele, conseguimos expandir a produção agropecuária estadual, promover a modernização do campo e garantir aumento de renda e qualidade de vida”, disse o secretário Noberto Ortigara (Agricultura).
Além de facilitar o acesso a linha de crédito, o programa permite ao pequeno agricultor a compra de equipamentos novos com preços médios 15% abaixo do mercado.
O beneficiário do programa também terá a opção de aderir ao Sistema de Equivalência em Produto, um mecanismo amparado por recursos do Fundo de Desenvolvimento Econômico da Fomento Paraná.
Cada parcela equivale a uma quantidade fixa de milho. Caso o preço médio de mercado do produto fique abaixo do estipulado na data da contratação da operação, o Estado garante o pagamento da diferença, sem prejudicar o agricultor.

ALEP

Comentários estão fechados.

Veja Também

ELEIÇÕES 2020: Conheça quem são os candidatos, de Rebouças e Rio Azul

Já estão definidos os candidatos a prefeito, vice e vereadores,  em Rebouças e Rio Azul. A…