Home Política Regional Municípios: Não é dinheiro extra, é reposição de parte do prejuízo!

Municípios: Não é dinheiro extra, é reposição de parte do prejuízo!

0
clique aqui e receba nossas notícias:

A Associação dos Municípios do Paraná (AMP), juntamente com a Confederação
Nacional dos Municípios (CNM), em nome da democracia, do Estado de Direito
esclarece que os 5.570 municípios brasileiros vão receber R$ 23 bilhões do Governo
Federal, mas o prejuízo na arrecadação municipal será de R$ 74 bilhões.
É de extrema importância esclarecer a toda a população do Paraná, que o auxílio
emergencial consolida apenas uma parte de reposição do Governo Federal das perdas
que os municípios estão sofrendo com a queda em suas receitas em consequência da
paralisação das atividades econômicas.
Ressalta-se que esse auxílio federal não significa ajuda ou favor aos municípios. É
um dever federativo. Os valores previstos recompõem apenas 30% da queda de
arrecadação prevista para este ano.
É a União que concentra a maior parte dos recursos arrecadados com impostos pagos
por todos os brasileiros, e são os municípios, com a menor parte desses recursos, que
prestam os serviços básicos à população como saúde, educação, limpeza urbana,
assistência social, o que reforça a necessidade do apoio da União para que não haja a
paralisação do sistema público e o a população fique desassistida.
Em consequência paralisação das atividades econômica, o Governo Federal sentiu a
necessidade de investir um auxílio financeiro para que seja possível aos municípios
darem continuidade e manutenção de todos os serviços públicos necessários ao
cidadão, como segurança pública, saúde e infraestrutura e assistência social
Os valores oriundos da Lei Complementar 173/2020, que estabelece o Programa
Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus, serão repassados em quatro parcelas as
contas dos municípios, esse projeto visa compensar as perdas de arrecadação aos
Estados e Municípios, provocadas pela queda do consumo e as restrições econômicas
impostas pela pandemia do Coronavírus.
É importante ressaltar que os valores destinados pela União aos Municípios serão,
como todas as verbas públicas, fiscalizados, pelo Tribunal de Contas, Ministério
Público, Câmaras Municipais e pela sociedade em geral.

Ressalte-se que a liberação dos recursos, a exceção às regras impostas, somente
poderá ocorrer quando comprovadamente necessário para o combate a pandemia, mas
está necessariamente condicionada a algumas regras que deverão ser cumpridas pelos
municípios que não poderão:
– aumentar salários dos servidores públicos até 2021;
– criar cargo ou função que implique aumento de despesa;
– realizar de novos concursos públicos, exceto para reposição de vagas essenciais;
– criar ou aumentar valores de benefícios ou auxílios; e
– criar de despesas obrigatórias.
Todos os municípios já adotaram medidas de contenção de gastos públicos
sendo lamentável que haja tanta energia dispensada em denegrir o serviço
público e pouca ação para transmitir a verdade, a AMP REPUDIA essas notícias
falsas, que em nada contribuem para o esclarecimento da população, sendo na
maior parte das vezes, utilizada, de forma eleitoreira, trabalhando em sentido
contrário, para desinformação.
Os municípios estão literalmente quebrando e correndo risco de não conseguirem
atender seus cidadãos. Frente à isso, os esforços que deveriam servir para
fomentar a economia e mobilizar a classe política para empreender ações de
auxílio à população brasileira, são dedicados a orientar o povo a tudo o que é
público.
Fica aqui o registro da AMP à toda população e o apelo por mais sensibilidade de todos,
no que se refere as ações tão necessárias para enfrentarmos, com o máximo de força,
esse momento tão difícil, especulações políticas só agravam o quadro de crise,
dificultando as ações do poder público, gerando pânico e mais dificuldade a população,
que já está fragilizada pela crise.
Fica claro então que não entrará dinheiro extra nos cofres municipais. Ao contrário, o
recurso a ser enviado aos municípios é bem menor do que as perdas. Ele representa
apenas um terço dessa impactante queda de receita em todos os municípios com
reflexo imediato no atendimento à população. Era o que tínhamos necessariamente que
esclarecer!
Saudações municipalistas.
Darlan Scalco
Presidente da AMP

Comentários estão fechados.

Veja Também

Deputado Hussein Bakri ao visitar obras em Rebouças garante mais de 2 milhões e 800 mil em novos investimentos

O deputado estadual e líder do Governo na Assembleia Legislativa do Paraná, também esteve …