Home Geral Motoristas com mais de 60 anos já podem emitir credencial de estacionamento por aplicativo

Motoristas com mais de 60 anos já podem emitir credencial de estacionamento por aplicativo

0
AGÊNCIA REBOUÇAS- Rua: José Afonso Vieira Lopes, 303 - Centro, Tel (42) 3457-1100

Motoristas com mais de 60 anos já podem emitir a credencial de estacionamento prioritário por meio do aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT). Para ter acesso à funcionalidade, é necessário instalar o app no celular, ter conta nível prata ou ouro na Plataforma Gov.Br. e que o órgão local de trânsito tenha aderido ao serviço.

Antes, a emissão da credencial só estava disponível no site da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran) ou presencialmente no órgão de trânsito da cidade do condutor.

Doutor em transportes, Artur Morais explica que o motorista deverá emitir a credencial pelo aplicativo, imprimi-la e deixá-la em uma parte visível do veículo, para que a fiscalização confira se há o direito de estacionar na vaga prioritária. “Essa nova funcionalidade da Carteira Digital de Trânsito vai facilitar a vida de muitos motoristas por não precisarem ir até o órgão para poder pegar essa credencial”, avalia.

Morais destaca que é importante que todos os órgãos de trânsito do país façam a adesão ao serviço. Até a última terça-feira (31), 102 órgãos de 17 estados estavam cadastrados junto ao Senatran. Até este sábado (4), Acre, Alagoas, Amapá, Distrito Federal, Espírito Santo, Roraima, Sergipe, Tocantins, Maranhão e Mato Grosso não tinham sequer um órgão integrado à rede.

Especialista em mobilidade urbana, Carlos Penna elogia a iniciativa da Secretaria Nacional de Trânsito. “A principal vantagem de você poder ter acesso através do próprio celular é a praticidade, porque o celular está na mão de quase todos os brasileiros adultos. Mesmo que seja um celular mais antigo, com menos recursos, as pessoas têm conseguido ter um aparelho. Então, de posse desse celular você poder ter acesso a suas informações é a coisa mais correta do mundo”, destaca.

A Senatran diz estar trabalhando para que as pessoas não cadastradas no Registro Nacional de Carteiras de Habilitação (Renach), ou seja, que não são condutoras de veículos, também possam solicitar sua credencial de estacionamento de idoso pelo aplicativo da CDT ou pelo site da secretaria. Isso permitirá que pessoas com mais de 60 anos, sem habilitação, de carona com terceiros, tenham direito à vaga específica sem precisar ir a um órgão de trânsito local.

Morador de Sobradinho, região administrativa do Distrito Federal, Antenor Pereira Neto, de 69 anos, diz que a nova funcionalidade vai simplificar a vida dos idosos. “Facilita, sim, por causa do deslocamento. Sair de sua casa para ir em uma agência do Detran é muito difícil para qualquer idoso. Ainda mais com o atendimento presencial deficitário que está acontecendo ultimamente. Se está liberando para fazer pelo celular, desde que ele faça direitinho e imprima e coloque no lugar certo na hora que precisar, é válido, sim”, opina.

Passo a passo para gerar a credencial pelo Gov.Br.

  • Acesse o Portal de Serviços da Secretaria. Se já estiver conectado à plataforma, o link estará disponível no menu que fica à esquerda.
  • Na opção “Usuário”, aparecerá a funcionalidade de “Emissão de Credencial de Estacionamento”.
  • Se não houver impedimento no cadastro, surgirá uma tela com a opção para “Baixar Credencial”.
  • Depois de clicar nessa opção, haverá o download do documento em formato PDF, pronto para impressão.

Para obter a credencial pelo aplicativo da CDT, clique na aba “Condutor”, na tela inicial. Dentro dessa seção, vai aparecer o item “Credencial de Estacionamento”. Depois, clique em “Credencial de idoso”. Na próxima tela, selecione a opção “Baixar credencial”. Para que o download seja liberado, é preciso concordar com os termos e condições.

 

Fonte: Brasil 61

 

Comentários estão fechados.

Veja Também

Prefeito de Rio Azul, Leandro Jasinski, anuncia novidades em sinalização e melhorias para a cidade

Rio Azul, 23 de maio de 2024 – O prefeito de Rio Azul, Leandro Jasinski,  comentou sobre p…