Home Geral Mortes por Covid-19 estão subnotificadas em quase todos os países, indica estudo

Mortes por Covid-19 estão subnotificadas em quase todos os países, indica estudo

0
clique aqui e receba nossas notícias:

Quantidade de pessoas que morreram no mundo todo em decorrência da Covid-19, pode ser duas vezes maior que o número oficial.

A Organização Mundial da Saúde informa que, até a semana passada, aproximadamente três milhões e 200 mil pacientes perderam a vida por causa da infecção.

Mas um estudo da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, estima que a doença já matou seis milhões e 900 mil pessoas.

Os responsáveis pela pesquisa afirmam que a quantidade de óbitos está subnotificada em quase todos os países.

Nos Estados Unidos, por exemplo, os pesquisadores apontam que mais de 900 mil infectados por coronavírus morreram, enquanto os números oficiais indicam que foram em torno de 570 mil.

A Rússia registrou 109 mil mortes por Covid-19 até a última quinta-feira, mas de acordo com o estudo, o número é superior a 590 mil.

Em relação ao Brasil, a previsão é que quase 596 mil brasileiros foram a óbito após serem contaminadas.

Os números do consórcio de veículos de imprensa, divulgados na semana passada, indicavam que ocorreram cerca de 417 mil mortes por Covid-19, desde o início da pandemia.

Um outro levantamento, da publicação digital Our World in Data, aponta que o Brasil possui o maior número de mortes, por milhão de habitantes, entre os países populosos.

A comparação foi feita com outras 13 nações, que possuem uma população acima de 100 milhões de pessoas.

Com base em dados obtidos até a última quarta-feira, o Brasil aparece em primeiro lugar, com mil 950 óbitos por milhão de habitantes, em decorrência do coronavírus.

Em seguida, com índices bastante próximos, aparecem o México e os Estados Unidos.

Comentários estão fechados.

Veja Também

COMENTÁRIO – O negacionista continua “galopando” em sua visão unilateral