Home Política Regional Janela Partidária em Rebouças: Movimentações políticas redefinem cenário na Câmara Municipal

Janela Partidária em Rebouças: Movimentações políticas redefinem cenário na Câmara Municipal

0
AGÊNCIA REBOUÇAS- Rua: José Afonso Vieira Lopes, 303 - Centro, Tel (42) 3457-1100

Com o encerramento da janela partidária (no último dia 05 de abril) em Rebouças,  assim como nos demais municípios brasileiros, os corredores políticos municipais testemunharam algumas mudanças significativas entre os vereadores e vereadoras. As migrações de partido revelam um xadrez político em constante movimento, com novas alianças e estratégias emergindo, já com vistas ao pleito deste ano.

João Kozak permanece no PDT, e Ricardo Carlos Hirt Júnior continua no PSB. Além disso, Elizabete Piani manteve-se no PSD. Márcia Freitas Pianaro e Jaderson Molinari fazem parte do Solidariedade (antigo PROS). Laercio Cipriano, anteriormente vinculado ao PSB, migrou para o PP. Getúlio Gomes Filho do Solidariedade (antigo PROS) foi para o PRTB. Já Claudemir dos Santos Herthel do Podemos foi para o PL. Por fim, José Júnior Massoquetto, do PSL, foi para o União Brasil.

Mudanças de siglas partidárias refletem não apenas decisões individuais dos vereadores, mas também estratégias partidárias e respostas a tendências políticas locais e nacionais. A janela partidária é um momento importante para os partidos redefinirem suas bases e se prepararem para os próximos desafios eleitorais.

As mudanças resultantes da janela partidária, em geral, podem ter impactos significativos na governabilidade de uma câmara municipal. Cabe lembrar aqui algumas possíveis consequências:

Reconfiguração de Alianças:  Em linhas gerais, com vereadores migrados  para novos partidos, as alianças pré-existentes podem ser reconfiguradas. Isso pode levar a novas coalizões e, possivelmente, a uma nova distribuição de poder dentro de uma casa legislativa.

Agenda Legislativa: A mudança de partido pode refletir uma alteração nas prioridades políticas dos vereadores. Isso pode influenciar a agenda legislativa, com novas propostas e projetos de lei ganhando destaque.

Estabilidade Política: A estabilidade da câmara pode ser afetada se as migrações partidárias resultarem em uma fragmentação maior. Isso pode dificultar a formação de maiorias estáveis para a aprovação de medidas importantes.

Relação Executivo-Legislativo: As mudanças na composição partidária de uma câmara podem afetar a relação entre o poder executivo e o legislativo, se os partidos que apoiam o prefeito perderem representatividade.

É importante observar que o impacto real dessas mudanças dependerá de como os vereadores e os partidos irão agir no novo contexto político, bem como da reação dos cidadãos e de outros atores políticos locais. A dinâmica política é complexa e muitas vezes imprevisível.

Na eleição municipal de 2020 em Rebouças, Paraná, onde apenas dois candidatos concorriam ao cargo de prefeito, dos votos, 9.174 foram considerados válidos, representando 94,25% do total. Além disso, houve 281 votos em branco, totalizando 2,89% do eleitorado, e 279 votos nulos, equivalendo a 2,87%. Entre os eleitores aptos a votar, 1.781 (15,47%) não compareceram às urnas. Se somarmos os eleitores que não votaram, anularam ou votaram em branco, o total  chegou à 2.441 eleitores ( fonte:TRE).

por: Clayton Burgath – Jornalista

Comentários estão fechados.

Veja Também

Hussein Bakri anuncia modelo de gestão mais moderno para 200 escolas estaduais

Líder do Governo e Presidente da Comissão de Educação da Assembleia do Paraná, o deputado …