Home Notícias Regionais Hospital Dona Darcy Vargas em Rebouças: Suspeita de pagamento exorbitante de honorários jurídicos

Hospital Dona Darcy Vargas em Rebouças: Suspeita de pagamento exorbitante de honorários jurídicos

0
AGÊNCIA REBOUÇAS- Rua: José Afonso Vieira Lopes, 303 - Centro, Tel (42) 3457-1100

Relatório indica valores altíssimos pagos pelo hospital, gerando desconfiança sobre suas alegações de dificuldades financeiras.

No domingo, 2 de junho, nossa reportagem recebeu documento com informações sobre o pagamento de honorários advocatícios pelo Hospital Dona Darcy Vargas, localizado em Rebouças. Em contato com a assessoria jurídica da parte credora, que tem uma ação trabalhista em andamento, obtivemos detalhes sobre a situação.

De acordo com o advogado responsável pela defesa da pessoa credora em ação trabalhista, um relatório foi enviado na época pelo setor jurídico do hospital, durante as tratativas, visando um possível primeiro acordo do processo referente à ação. “O documento, aparentemente assinado pela atual direção do hospital, foi solicitado para avaliar as dívidas daquela casa hospitalar e, assim, definir valores e parcelas para um acordo”, comenta o advogado da parte credora.

O relatório descrevia diversas atuações realizadas pelo advogado do hospital, com valores cobrados que foram considerados “altíssimos”. “Por exemplo, R$ 196 mil foram cobrados por um acompanhamento administrativo junto ao Tribunal de Contas do Estado e R$ 200 mil por processos administrativos perante o Ministério do Trabalho. Tais valores geraram estranheza e desconfiança por nós, considerando que nem grandes bancas de advogados renomados cobrariam quantias tão elevadas, e que o hospital alegava dificuldades financeiras para justificar um pagamento tão alto”, frisa o advogado da parte credora da ação.

Essa situação levantou questionamentos sobre a lógica de um hospital em dificuldades financeiras pagar honorários tão elevados por serviços administrativos. No entanto, para finalizar o acordo, a situação foi relevada pela parte credora.

“A equipe jurídica ressaltou que o relatório discriminava exatamente essas atuações e os respectivos valores cobrados, reforçando a discrepância em relação à realidade financeira do hospital e do próprio advogado”, conclui o advogado que representa a parte credora, na ação trabalhista.
Este episódio aumenta o questionamento sobre a gestão financeira do Hospital Dona Darcy Vargas e  de suas alegações de dificuldades financeiras.

* Garantimos a direção do hospital, ou seu representante ou a quem interessar,  direito a manifestação, caso queria, para esclarecer apontamentos contidos nesta matéria jornalística

Comentários estão fechados.

Veja Também

INÁCIO MARTINS –  Mulher é agredida em frente a culto religioso

**Conflito entre mães de alunos termina em agressão física e mobiliza a PM** Na manhã do d…