Home Saúde FINAL DE ANO: Acidentes com fogos de artifício aumentam durante as festas

FINAL DE ANO: Acidentes com fogos de artifício aumentam durante as festas

0
AGÊNCIA REBOUÇAS- Rua: José Afonso Vieira Lopes, 303 - Centro, Tel (42) 3457-1100

A maioria dos ferimentos ocorre por manuseio inadequado de produtos. Os cuidados devem ser imediatos

Estima-se que o Brasil registre, todos os anos, cerca de 1 milhão de acidentes com queimaduras. Desses, 100 mil vítimas procuram assistência hospitalar e cerca de 2,5 mil acabam falecendo, direta ou indiretamente, em decorrência das lesões.

Segundo Antônio Rangel, enfermeiro da Vuelo Pharma e especialista no tratamento de queimaduras e lesões de pele, a maioria dos acidentes ocorre por manuseio inadequado de fogos de artifício. Acompanhe as orientações em nossa entrevista:

Portal: No mês de dezembro, é comum a expectativa para as festas de fim de ano. No entanto, junto a essas comemorações, surgem os fogos de artifício, que muitas vezes são manuseados de forma inadequada, levando a um alto número de acidentes por queimaduras. Qual a sua análise sobre essa situação?

Antonio Rangel:  De fato, é preocupante como os fogos de artifício, quando mal manipulados, resultam em um elevado número de acidentes por queimaduras. Todos os anos, vemos uma estatística alarmante de casos no Brasil.

Portal: Segundo suas observações, quais são as principais causas por trás desses acidentes?

Antonio Rangel:  A maioria dos acidentes ocorre devido ao manuseio inadequado dos fogos de artifício. É crucial ter atenção máxima ao lidar com esses artefatos, pois as queimaduras provenientes dessas situações podem ser extremamente graves e, em alguns casos, fatais.

Portal: Que medidas preventivas você sugere para evitar esses incidentes?

Antonio Rangel:  A leitura e estrita observação das instruções são fundamentais. Seguir as recomendações do fabricante é crucial. Nunca se deve acender fogos fora do prazo de validade.

Portal: E em relação aos cuidados imediatos em casos de queimaduras, quais orientações você oferece?

Antonio Rangel:  Em caso de queimaduras, é essencial lavar o ferimento com água corrente e buscar assistência médica, especialmente em casos mais sérios. Evitar aplicar produtos caseiros, como pasta de dente ou ervas, é importante, pois isso pode agravar a situação.

Portal: Há alguma recomendação específica para o tratamento de queimaduras mais graves?

Antonio Rangel:  Para queimaduras de segundo grau, como aquelas que causam bolhas, recomendo o uso de um curativo à base de celulose, como a Membracel. Esse produto nacional é facilmente encontrado em e-commerces e farmácias, acelerando a regeneração da pele e mostrando-se altamente eficaz no tratamento dessas lesões.

Portal: E em situações de grandes queimaduras, que envolvem uma grande área do corpo, qual seria a melhor conduta a seguir?

Antonio Rangel:  Nestes casos, é crucial acionar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ou o Corpo de Bombeiros imediatamente através dos telefones 192 e 193, respectivamente. É fundamental uma intervenção rápida e profissional nesses cenários mais graves.

Comentários estão fechados.

Veja Também

Influenza, dengue e covid: saiba as diferenças

Essas doenças podem afetar todas as faixas etárias Saber a diferença dos sintomas da influ…