Home Saúde Em colapso, Santa Casa de Irati pensa em desativar alguns leitos do setor da clínica médica para transformar em atendimento para Covid-19

Em colapso, Santa Casa de Irati pensa em desativar alguns leitos do setor da clínica médica para transformar em atendimento para Covid-19

0
Enfrentando um verdadeiro colapso no atendimento aos pacientes da Covid-19, Santa Casa de Irati tenta encontrar meios de aumentar o número de leitos, para conseguir atender a demanda de atendimento. Nesta segunda-feira, os 12 leitos da UTI e 12 da Enfermaria Covid estão lotados, e no Pronto Socorro que tem vagas para 06, já são 12 pacientes sendo atendidos, sendo que 04 deles estão intubados.
Segundo Dr. Ladislao Obrzut Neto, neste momento o hospital de Irati vive o verdadeiro colapso com relação à Covid-19. “Nós vamos tentar conversar com a 4ª Regional de Saúde, e a SESA (Secretaria de Estado da Saúde) para tentar aumentar o número de leitos clínicos, já que não podemos fazer a mesma coisa com relação à UTI Covid, que depende de equipe, equipamentos e insumos que já estão escassos” – explicou o provedor.
A ideia é desativar alguns leitos da Clínica Médica e transformar em leitos clínicos para a Covid. Porém, ainda está em fase de estudos essa possibilidade.
O Decreto Municipal que está em vigor, trará resultados nos próximos dias, mas o aumento de casos destas últimas semanas, são provenientes de Páscoa e Dia das Mães, onde ocorreram as reuniões de confraternização. Segundo Ladislao as novas cepas da doença estão se acumulando, pessoas novas morrendo, sendo intubadas em estágios muito graves, e parece que a comunidade não está acreditando no que está ocorrendo. “Os decretos municipais, estaduais não terão efeito se a população não se conscientizar e não se isolar. Famílias inteiras estão morrendo” – desabafou.
A redução na mortalidade de idosos tem comprovado que a vacina traz resultados, segundo o provedor, mas a incidência da Covid nos jovens tem aumentado porque ainda não foram vacinados. “Os casos nos jovens são mais graves, onde o paciente leva 30 a 40 dias internado, impedindo uma rotação maior de leitos para os que estão sendo contaminados agora” – explicou.
Sobre as visitas e acompanhantes na maternidade, Ladislao explica que os casos de gestantes contaminadas nas enfermarias, já causaram internações e até óbitos de mulheres puérperas. “Mães que vieram a falecer por Covid e não tivemos como salvar estas vidas” – contou Ladislao, acrescentando que muitas pessoas procuram o hospital para internarem seus familiares na ala particular da Covid, mas que não conseguem, porque o problema agora não é o dinheiro, e sim a falta de leitos, equipamentos e funcionários suficiente para atender estes pacientes.
Ladislao finaliza, pedindo por favor, para que as pessoas se cuidem e cuidem dos seus familiares e amigos. “Nós estamos passando por uma situação séria. Na próxima quinta-feira, no feriado, fiquem em casa, evitem que o vírus circule, não façam festas, uso de narguilé, uso coletivo de copos, porque nós da Santa Casa de Irati vamos tentar adequar mais espaço para o atendimento das vítimas do Coronavírus, mas se as pessoas não fizerem a sua parte, a demanda só vai aumentar, e vai chegar um momento em que nós não poderemos fazer mais nada” – disse o provedor.
fonte: Santa Casa de Irati
Comentários estão fechados.

Veja Também

Rebouças – Ao vivo, Executivo presta homenagem aos profissionais de Saúde

Dando sequência às visitas pelas unidades de Saúde do município, na tarde deste dia 17 de …