Home Notícias Regionais Com quarentena, preços caem, inflação fica negativa e país registra menor índice em 22 anos

Com quarentena, preços caem, inflação fica negativa e país registra menor índice em 22 anos

0

Brasil registra o menor índice de inflação desde 1998.

Na verdade, em abril houve deflação, ou seja, os preços ficaram negativos em 0,31 por cento. Por mais que, num primeiro momento, muito consumidor possa comemorar o resultado, especialistas alertam que não é bem assim.

Dizem que isso quer dizer redução do consumo, da produção, da arrecadação pública e do crescimento da economia do País.

Os dados foram divulgados pelo IBGE, que leva em conta nove grupos de despesas. Em seis, os preços caíram: comunicação, gastos pessoais, saúde, habitação, artigos de residência e, principalmente, transporte.

O tombo de quase 10 por cento no valor médio dos combustíveis, uma vez que a crise derrubou a cotação do petróleo e também o consumo, aqui no País, foi o maior responsável pela deflação.

Em dois setores que estão praticamente parados, por conta da quarentena, os preços estacionaram: educação e vestuário. E a única alta, em abril, ficou por conta do grupo alimentação. Os preços da cebola, da batata, do leite e do feijão subiram entre 10 e 34 por cento. O que pode ser explicado pelo fato de serem itens básicos, bastante consumidos por quem está em casa, situação de milhões de brasileiros que vivem o isolamento social.

Comentários estão fechados.

Veja Também

SANDRO ALEX- Felicidades Rebouças, pelos seus 90 anos!

Confira a mensagem do deputado federal, Secretário de Estado de Infraestrutura e Logística…