Home Notícias Regionais Capacitação reúne autoridades e sociedade para fortalecer rede de proteção às mulheres vítimas de violência em Rebouças

Capacitação reúne autoridades e sociedade para fortalecer rede de proteção às mulheres vítimas de violência em Rebouças

0
AGÊNCIA REBOUÇAS- Rua: José Afonso Vieira Lopes, 303 - Centro, Tel (42) 3457-1100

Na tarde de 12 de maio, um importante evento ocorreu no Centro Cultural Flórido Cabral. Tratava-se da primeira capacitação da rede de atendimento às mulheres vítimas de violência no município, com o tema “Juntas somos mais fortes”.

O evento atraiu um grande número de participantes, mulheres de vários segmentos da sociedade local, que se uniram em prol desta importante causa. A capacitação teve como objetivo fornecer ferramentas e informações para as profissionais que atuam no atendimento às vítimas de violência, visando aprimorar a qualidade dos serviços prestados e fortalecer a rede de proteção.

Nessa oportunidade, foram abordados diversos temas, incluindo a importância da união entre as mulheres para combater a violência, os direitos das vítimas e as formas de denúncia e atendimento.

“A capacitação foi um importante passo para a construção de uma rede de proteção mais forte e eficaz no município de Rebouças, que poderá atuar de forma mais integrada e coordenada para prevenir e combater a violência contra as mulheres. Além disso, o evento reforçou a importância da participação da sociedade civil nesta luta, mostrando que todos podem contribuir para esta causa tão importante”, comentou a Secretária de Assistência Social, e primeira-dama do município,  Erlindes Valigura.

ERLINDES VALIGURA, Secretária de Assistência Social, e Ten. GISLEIA APARECIDA FERREIRA

Entre os participantes estiveram a Procuradoria da Mulher, no âmbito da Câmara de Vereadores local,  representantes do Conselho Tutelar, da Secretaria Municipal de Saúde e da Secretaria Municipal de Educação,  Ministério Público, e da 8ª Cia da PM de Irati, por meio da 1ª Tenente Gisleia Aparecida Ferreira.

A presença dessas autoridades e representantes de órgãos e entidades é fundamental para a construção de uma rede de proteção mais eficaz e integrada no município de Rebouças. A união entre esses setores é essencial para garantir o acesso das vítimas de violência aos serviços e recursos necessários para a sua proteção e assistência.

continua após publicidade

 

A secretária  Erlindes, que assumiu recentemente a secretaria, adiantou de que irá elaborar projetos e ações que visem dar ainda mais apoio às mulheres vítimas de violência e que estejam com medidas protetivas ativas.

“Essas iniciativas podem incluir a busca por oportunidades de trabalho, ações para garantir o acesso à moradia, como o aluguel social, além de outras medidas que possam auxiliar essas mulheres a reconstruir suas vidas e superar os traumas causados pela violência”, concluiu a secretária.

DANIELE ANDRADE, Procuradora da Mulher; e ELIZABETE PIANI, Procuradora Adjunta- Câmara Munic. Rebouças

É fundamental que as políticas públicas voltadas para o combate à violência de gênero sejam integradas e abrangentes, contemplando não apenas o atendimento imediato às vítimas, mas também as ações de prevenção e de apoio à sua recuperação.

A declaração da Tenente Gisleia, foi muito importante, pois ajudou a esclarecer um ponto fundamental sobre o aumento dos casos de violência contra a mulher: “não é que estejam ocorrendo mais casos em si, mas sim que a Lei Maria da Penha está sendo utilizada de forma mais efetiva para coibir e punir esses crimes”, frisou a policial.

Com o maior uso da Lei Maria da Penha, mais mulheres estão se sentindo encorajadas a denunciar seus agressores e buscar ajuda das autoridade

continua após publicidade

 

s competentes. Isso faz com que os casos se tornem públicos e sejam conhecidos pela população em geral, o que pode contribuir para a conscientização e a prevenção da violência de gênero.

A Lei Maria da Penha, sancionada em 2006, é uma importante ferramenta para o combate à violência de gênero, e prevê medidas de proteção às mulheres vítimas de violência, além de punições mais severas para os agressores. No entanto, por muito tempo, muitos casos de violência contra a mulher não eram denunciados ou investigados, o que contribuía para a perpetuação desses crimes.

 

 

Comentários estão fechados.

Veja Também

Reboucense Otávio Squiba dos Santos é três veze medalha de Ouro no Campeonato Nacional de Karatê Shibu-dô

O atleta Otávio Squiba dos Santos mais uma vez surpreendeu com uma performance excepcional…