Home Política Regional Assembleia aprova projeto de Hussein Bakri que torna Cruz Machado a Capital Estadual da Erva-Mate Sombreada

Assembleia aprova projeto de Hussein Bakri que torna Cruz Machado a Capital Estadual da Erva-Mate Sombreada

0

Por unanimidade, a Assembleia Legislativa aprovou na tarde desta quarta-feira (24), em primeira discussão, projeto de lei que torna Cruz Machado a “Capital Estadual da Erva-Mate Sombreada”. De autoria do deputado Hussein Bakri (PSD), a proposta é mais um reconhecimento à importância do produto para todo o Sul do Paraná. Também por proposição do Líder do Governo, o dia 2 de fevereiro já foi incluído no calendário oficial de eventos do Estado como o “Dia do Produtor da Erva-Mate”.
“Essa é uma justa homenagem não só a Cruz Machado, mas a todo o Vale do Iguaçu. Nossa região é a maior produtora de erva-mate sombreada do país e tem uma cadeia produtiva fortíssima e de qualidade mundialmente reconhecida. Além de gerar emprego e renda a quase 100 mil famílias, esse método conserva a floresta nativa e garante a produção de uma forma ecologicamente correta”, destacou Hussein Bakri, que não participou da sessão por estar cumprindo quarentena em casa desde o último dia 12, quando testou positivo para o novo coronavírus.
Atualmente, Cruz Machado produz cerca de 92 mil toneladas de erva-mate sombreada por ano, que abastecem mais de 10 indústrias do ramo. O sombreamento, que garante um sabor diferenciado ao produto, se dá de duas formas: a partir do plantio de outras espécies de árvores na área do cultivo ou efetuando-se o plantio de mudas de erva-mate onde já existem árvores de outras espécies estabelecidas.
O reconhecimento simbólico previsto no projeto aprovado nesta quarta-feira é mais um passo de Hussein Bakri na luta para fortalecer a cadeia produtiva da erva-mate. No ano passado, o parlamentar levou o Conselho Gestor da Erva-Mate do Vale do Iguaçu (Cogemate) a uma reunião no Palácio Iguaçu com o Governador Ratinho Junior. Na oportunidade, o Chefe do Executivo lembrou que a erva-mate está presente no brasão do Estado e se comprometeu a incentivar o desenvolvimento do cultivo do produto, que, na visão dele, pode ser o propulsor de incentivo ao turismo, geração de emprego e industrialização da cadeia de alimentos na região Sul do Paraná.
Segundo o Líder do Governo, vários dos pontos apresentados ao Governador na ocasião vêm sendo debatidos internamente pelos órgãos competentes dentro do Executivo estadual. A pauta inclui a criação do Arranjo Produtivo Local (APL); de uma zona franca; de leis estaduais de manejo sustentável, que amparem o cultivo do produto em meio à mata nativa; o desenvolvimento de pesquisas acadêmicas; o marketing institucional em cima do produto; e o fomento ao turismo.
Outros dois itens foram encampados pelo próprio Hussein Bakri. A regulamentação do plantio de árvores próximas às linhas de energia elétrica foi proposta pelo parlamentar em parceria com a Copel e tornou-se lei em dezembro, sob o número 20.081/2019. Pela nova legislação, a faixa de segurança mínima deve ser de 15 metros de cada lado da rede e a altura máxima das árvores não pode ultrapassar 3 metros. Além disso, Bakri vem discutindo com a Secretaria de Estado da Educação a inclusão do chá ou suco de erva-mate na merenda escolar.

Foto: Carlos Rasera, Chefe da Regional da SEAB em União da Vitória; Deputado Hussein Bakri; João Chavarski, Presidente da Associação Vale do Mate; Governador Ratinho Junior; Naldo Vaz, Presidente do Cogemate; e José Marciniak Stuski, Vice-Prefeito de São Mateus do Sul.
*Tirada em 25/06/2019*

Comentários estão fechados.

Veja Também

Quem são os demais candidatos na região da Amcespar

IRATI Emiliano Gomes Em convenção partidária, o PSD de Irati, coligado com o PSC e o Cidad…