Home Notícias Regionais A Vontade Popular: Colaboradores se mobiliza neste próximo 29 de junho, pelo futuro do Hospital Dona Darcy Vargas

A Vontade Popular: Colaboradores se mobiliza neste próximo 29 de junho, pelo futuro do Hospital Dona Darcy Vargas

0
AGÊNCIA REBOUÇAS- Rua: José Afonso Vieira Lopes, 303 - Centro, Tel (42) 3457-1100

Neste sábado, dia 29 de junho, às 13h30, Rebouças certamente viverá um momento – desses que entra para a história do município.  Uma grande parcela da comunidade, e dos colaboradores voluntários do hospital local, unidos em um clamor democrático, buscam fazer valer de uma vez por todas sua voz (e o próprio Estatuto da entidade), que é soberano sobre qualquer outra demanda ou artifício.

O objetivo é oxigenar com uma nova direção do Hospital de Caridade Dona Darcy Vargas, uma instituição que se encontra em uma situação financeira e administrativa crítica.

A “novela” que culmina neste ato decisivo teve início no final do ano anterior, quando foi anunciado o edital para a eleição da nova diretoria do hospital. Desde então, a trajetória tem sido marcada por inúmeros percalços e tentativas de obstruções. A burocracia para regularização de colaboradores voluntários, a inclusão de novos membros, a formação de uma comissão especial para a realização do processo eleitoral foram apenas alguns dos capítulos desse enredo. A comissão, apesar de suas reuniões transparentes e realizadas dentro do hospital, acabou destituída, e uma das chapas concorrentes foi indeferida devido à ilegibilidade de um de seus integrantes (a própria presidente atual, tentando sua recondução no cargo).

A tentativa de eleger uma nova diretoria, inicialmente agendada para o dia 20 de maio, foi suspensa por uma liminar judicial. Esse fato desencadeou uma reação imediata e intensa nas redes sociais e na própria comunidade reboucense. Listas de abaixo-assinado circularam rapidamente, refletindo o desejo popular pela destituição da atual diretoria. Tanto o executivo quanto o legislativo do município se envolveram, tentando encontrar uma solução que atendesse ao clamor popular, mas sem sucesso.

A legitimidade da atual diretoria chegou a ser questionada até mesmo por um juiz federal (em uma das ações movidas contra o hospital), e a “persistência em manter-se” no poder foi vista por muitos como uma tentativa de evitar a mudança a qualquer custo. Diante disso, o jurídico do município apresentou novas informações ao judiciário local, que acabou derrubando a liminar que havia suspendido a eleição.

O ato deste dia 29 de junho, às 13h30, na Câmara de Vereadores de Rebouças simboliza não apenas a busca pela destituição da atual diretoria, mas também a esperança de um novo começo para o Hospital de Caridade Dona Darcy Vargas. A grande maioria dos colaboradores voluntários e da população deseja uma nova gestão, que traga transparência e eficiência administrativa, essenciais para evitar o iminente leilão da instituição em agosto, devido à recusa do credor em negociar com a atual direção, quem ela indicar ou apoiar. Mas ao que parece “esse problema, que poderia de certa forma ser resolvido, tem ficado em segundo plano”; pois a questão primeira, salvo engano, “é ficar no hospital”! Ou não é?

Com o prazo se esgotando, a mobilização popular deste sábado se apresenta como uma última tentativa de salvar o hospital, reafirmando o poder e a importância da voz coletiva em uma sociedade democrática. Rebouças, através de seus cidadãos, demonstra que a vontade popular e colaboradores não pode ser ignorada, especialmente quando está em jogo o futuro de uma instituição vital para a comunidade.

Comentários estão fechados.

Veja Também

Eleição para Direção do Hospital de Caridade Dona Darcy Vargas em Rebouças terá Chapa  Única

No dia 21 de julho, às 13h no plenário da Câmara de Vereadores será a eleição para a nova …