Home Saúde 29 de outubro: Dia Mundial de Combate ao AVC, SAMU orienta para a redução de riscos da doença

29 de outubro: Dia Mundial de Combate ao AVC, SAMU orienta para a redução de riscos da doença

0
AGÊNCIA REBOUÇAS- Rua: José Afonso Vieira Lopes, 303 - Centro, Tel (42) 3457-1100

No ano de 2022, 87.518 brasileiros perderam suas vidas em decorrência de Acidentes Vasculares Cerebrais (AVCs). Essa condição devastadora é causada por uma alteração no fluxo sanguíneo que chega ao cérebro, levando à morte das células nervosas na região cerebral afetada. No Dia Mundial de Combate ao AVC, celebrado em 29 de outubro, o Consórcio Intermunicipal SAMU Campos Gerais (CIMSAMU) destaca a importância de reconhecer os sintomas precoces e conscientizar sobre a gravidade dessa doença.

Os AVCs são classificados em duas categorias principais: o acidente vascular isquêmico, no qual ocorre uma obstrução dos vasos sanguíneos, responsável por 85% dos casos, e o acidente vascular hemorrágico, popularmente conhecido como derrame, que envolve o rompimento de um vaso sanguíneo.

De acordo com a Diretora Técnica do CIMSAMU, Dra. Kelly Kravchychyn, muitos dos sintomas são compartilhados por pacientes com ambos os tipos de AVC. “Esses sintomas incluem dor de cabeça súbita e intensa, que pode ser acompanhada por vômitos, fraqueza ou dormência na face, nos braços ou nas pernas, geralmente em um dos lados do corpo. Outros sinais incluem dificuldade de movimentação, perda repentina da fala, confusão mental, perda de visão ou dificuldade em enxergar com um ou ambos os olhos”, destacou a médica.

A Dra. Kelly sugere um método prático para identificar possíveis sinais de um AVC, relacionando-os às letras iniciais da palavra “SAMU”:

– **S** – Sorria: Peça à pessoa que sorria; uma boca “torta” pode ser um indicativo.
– **A** – Abrace: Verifique se a pessoa consegue levantar ambos os braços; a perda de força em um dos braços é outro sinal característico do AVC.
– **M** – Música: Faça com que a pessoa repita uma frase, como uma música; dificuldade na fala é outro sintoma.

Caso qualquer um desses sintomas seja identificado, é crucial ligar imediatamente para o SAMU no número 192. O AVC é considerado uma emergência médica, e o atendimento rápido é fundamental para reduzir sequelas e as chances de óbito. A Dra. Kelly enfatiza que, ao notar os primeiros sinais, as pessoas próximas ao paciente não devem administrar qualquer tipo de medicamento, comida ou água. Além disso, se possível, devem anotar o horário de início dos sintomas para comunicar à equipe médica.

**Fatores de Risco para AVC**

Existem diversos fatores que podem aumentar a probabilidade de um AVC, tais como hipertensão, diabetes, colesterol elevado, tabagismo, consumo frequente de álcool e drogas, estresse e sedentarismo. Indivíduos com 55 anos de idade ou mais são mais suscetíveis ao desenvolvimento de um AVC, assim como aqueles com histórico familiar de doenças cardiovasculares. Portanto, a Dra. Kelly enfatiza a importância de cuidar da saúde e realizar avaliações médicas regulares, especialmente para aqueles que possuem fatores de risco, a fim de prevenir essa condição devastadora.

Comentários estão fechados.

Veja Também

Influenza, dengue e covid: saiba as diferenças

Essas doenças podem afetar todas as faixas etárias Saber a diferença dos sintomas da influ…