Home Política Regional 06-12: Notícias da ALEP

06-12: Notícias da ALEP

0

JANEIRO BRANCO DESTACA IMPORTÂNCIA DA SAÚDE MENTAL NO PARANÁ

O mês de janeiro é dedicado aos cuidados com a saúde mental.. Créditos: Divulgação https://janeirobranco.com.br/O ano se inicia e junto vem o planejamento das ações que serão desenvolvidas nos próximos meses, o pensamento sobre a vida, a nossa existência. A pandemia do coronavírus contribui ainda mais para essa preocupação de como será o novo ano e todos devemos ficar em alerta quanto a isso. Por isso, o mês de janeiro é dedicado à mobilização da sociedade em favor da saúde mental. A campanha Janeiro Branco ocorre em vários estados do Brasil e aqui no Paraná não é diferente. Durante todo o mês deverão ser realizadas campanhas de conscientização da saúde mental, e sobre a importância da prevenção, tratamentos e da necessidade de acesso aos serviços de saúde.

O Janeiro Branco foi instituído no Paraná em 2018, através da lei estadual 19430/2018, proposta na Assembleia Legislativa do Paraná pelo deputado Requião Filho (MDB). A lei foi promulgada pelo presidente do Legislativo, deputado Ademar Traiano (PSDB).

“Estamos vivendo momentos turbulentos, de ansiedade à espera da imunização das pessoas e do combate ao coronavírus. Diante de tantas incertezas e debates políticos desgastantes que chegam em nossas redes todos os dias, precisamos tirar um tempo para deixar nossa mente respirar”, disse o deputado Requião Filho. “A campanha Janeiro Branco tem o apoio do Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR), de forma que, neste período, as pessoas possam ser inspiradas e incentivadas a pensarem sobre a Saúde Mental em uma perspectiva preventiva, integral e em termos tanto individuais, quanto coletivos’, completou o deputado.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a depressão afeta mais de 350 milhões de pessoas no planeta. O Brasil é o país com o maior número de pessoas ansiosas no mundo (9,3% da população) e 5,8% dos brasileiros sofrem de depressão, segundo dados da OMS.

Outros dados da OMS também indicam que entre 35% e 50% dos pacientes com transtornos mentais em países de alta renda não recebem tratamento adequado. Nos países de baixa e média renda, o percentual é ainda maior, ficando entre 76% e 85%. Ainda de acordo com a entidade, a cada 45 minutos, uma pessoa comete suicídio no Brasil e, em 90% das vezes, esse caso está associado a algum distúrbio mental.

A Campanha – A campanha “Janeiro Branco” foi criada em 2014 pelo psicólogo mineiro Leonardo Abrahão com a missão de sensibilizar a sociedade sobre a importância dos cuidados com a nossa saúde mental. Durante o mês, são realizados debates e ações que visam trazer informações relevantes sobre o tema da saúde mental e emocional. O que se busca através dessa abordagem é disseminar conhecimento e introduzir uma cultura de maior atenção à saúde mental.

O seu objetivo é chamar a atenção da humanidade para as questões e necessidades relacionadas à Saúde Mental e Emocional das pessoas e das instituições humanas. Uma humanidade mais saudável pressupõe uma cultura da Saúde Mental no mundo.

 

05/01/2021 | 11:36

DEPUTADO PEDE PLANO ESTADUAL DE IMUNIZAÇÃO NO PARANÁ

Deputado Delegado Recalcatti (PSD).. Créditos: André NishizakiO deputado Delegado Recalcatti (PSD) encaminhou nesta semana um expediente ao governo estadual solicitando a apresentação de um Plano Estadual de Imunização contra a Covid-19 ante a possibilidade de aquisição em massa de vacinas pelo Paraná. Nas últimas semanas, ao menos 43 países já iniciaram a vacinação. No documento, o parlamentar pede prioridade para os servidores e trabalhadores da segurança pública e privada.

Delegado Recalcatti destacou que, desde o início da decretação do estado de calamidade causado pela pandemia, esses profissionais são considerados essenciais e em momento algum deixaram de atuar nas ruas e no atendimento ao público, mesmo correndo os riscos de contaminação. “O maior desafio era sair de casa para trabalhar com a garantia de voltar sem transmitir o vírus para os seus familiares”, destacou ele.

No ofício dirigido ao governador Carlos Massa Ratinho Junior, o deputado pediu prioridade para a imunização para as seguintes categorias: policiais civis, militares, rodoviários, bombeiros, penais e científicos, agentes socioeducativos, guardas municipais e empregados da vigilância privada. “Temos a certeza de que, com o esforço da ciência, a vacinação deva começar ainda nos primeiros meses do ano vindouro”, anotou.

“Como representante da segurança pública no parlamento estadual, tenho a obrigação de assegurar que os trabalhadores da área recebam tratamento prioritário”, disse Delegado Recalcatti. “Mas obviamente os profissionais da saúde deverão ser os primeiros a receber a vacina”, completou. “Por isso, é que estou pedindo a apresentação de um Plano de Imunização”, justificou.

05/01/2021 | 11:20

BRASIL PRECISA INVESTIR RAPIDAMENTE NA VACINA CONTRA COVID

Deputado Tercílio Turini (CDN).. Créditos: Orlando Kissner/AlepO Brasil precisa acelerar a vacinação contra a Covid-19, numa urgente ação de saúde pública para enfrentar a pandemia. A vacina é a grande esperança para preservar a vida, com a imunização do maior número de pessoas resultando em redução de transmissão e contágio do coronavírus.

“Chegou o momento de o Brasil investir o quanto for necessário na compra da vacina, para garantir a saúde dos brasileiros”, diz o médico e deputado estadual Tercilio Turini (CDN), professor de Medicina da UEL e diretor do Hospital Universitário (HU) por mais de 30 anos.

Mais de 40 países já aplicam vacinas testadas cientificamente. “O Brasil não pode ficar adiando a decisão sobre a vacinação, por questões políticas ou burocráticas. Já existem vacinas eficazes de diferentes laboratórios. O momento é de agir e salvar vidas”, ressalta Tercilio Turini.

Como médico, Tercilio enfatiza que mesmo com a vacina todos devem manter as medidas preventivas. “Usar máscara é a maior proteção individual, também da família e das demais pessoas. O Paraná deu exemplo ao estabelecer o uso obrigatório de máscara”, afirma.

“Batalhei também com todos os deputados para o Paraná priorizar recursos na compra da vacina. Assim, a Assembleia Legislativa destinou R$ 100 milhões e o Governo do Estado mais R$ 100 milhões para aquisição imediata”, relata.

No combate à pandemia, ele lembra ainda a proposta de criação de um programa estadual de tratamento precoce com vitamina D, para melhorar a imunidade do organismo das pessoas e reduzir o risco de contágio.

“Felizmente estamos chegando próximo de iniciar a vacinação. Mas ninguém pode relaxar, a pandemia não acaba porque ainda vai demorar para todos terem acesso à vacina. Devemos continuar com os cuidados básicos: usar máscara sempre, evitar aglomeração, lavar as mãos frequentemente, higienizar objetos e produtos, utilizar álcool gel, não colocar em risco a própria vida e a das outras pessoas”, alerta o médico e deputado Tercilio Turini.

 

Comentários estão fechados.

Veja Também

Aprovado projeto do deputado Hussein Bakri que pretende criar um ambiente de inovação no Paraná

Por unanimidade, a Assembleia Legislativa aprovou hoje à tarde projeto de lei para fomenta…