Home / Economia / Liberado pagamento do PIS/Pasep ano-base 2017

Liberado pagamento do PIS/Pasep ano-base 2017

O pagamento do abono PIS/Pasep ano-base 2017 já está liberado e tanto os trabalhadores da iniciativa privada, nascidos em julho, como servidores públicos com final da inscrição zero, já podem fazer o saque do benefício.

Tem direito ao abono quem está cadastrado no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos, quem recebeu até dois salários mínimos mensais com carteira assinada e quem exerceu atividade remunerada por, pelo menos, 30 dias em 2017. Além disso, é preciso que o empregador tenha informado os dados do empregado corretamente na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

O pagamento vai seguir um calendário e vai ser feito em etapas. Quem nasceu entre julho e dezembro recebem ainda este ano. Já os nascidos entre janeiro e junho terão o saldo disponível para saque apenas em 2019.

O PIS é pago ao trabalhador da iniciativa privada, que pode retirar o dinheiro na Caixa Econômica Federal (CEF). Para quem tem o Cartão Cidadão, o valor pode ser retirado em qualquer casa lotérica ou caixa eletrônico. Agora, quem for cliente da Caixa, vai ter o valor creditado diretamente na conta.

Já no caso do Pasep, o benefício é pago aos servidores públicos por meio do Banco do Brasil. Quem quiser mais informações sobre o Pasep pode ligar para o 0800 729 0001.

O valor do abono varia de R$ 80 a R$ 954 e é proporcional ao tempo de serviço em que a pessoa trabalhou formalmente no ano passado. Lembrando que quem tiver direito ao benefício tem que fazer o saque até 28 de junho de 2019.

Sobre CLAYTON ARISTOCRATES MOLINARI BURGATH

Jornalista, Membro da Academia de Letras, Artes e Ciências do Centro-Sul do Paraná. Assessor de Imprensa e Comunicação

Veja Também

Paraná: Endividamento das famílias segue estável

Espalhe por ai:

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.